Red Hat Training

A Red Hat training course is available for Red Hat JBoss Enterprise Application Platform

Guia de Instalação

JBoss Enterprise Application Platform 6.4

Para uso com o JBoss Enterprise Application Plataform 6

Red Hat Customer Content Services

Resumo

Este livro é um guia para a instalação do JBoss Enterprise Application Plataform 6 e seus lançamentos de patch.

Capítulo 1. Visão Geral do Produto

1.1. Red Hat JBoss Enterprise Application Platform 6

O Red Hat JBoss Enterprise Application Platform 6 (JBoss EAP 6) é uma plataforma de middleware construída nos padrões open source e compatível à especificação Java Enterprise Edition 6. Isto integra o JBoss Application Server 7 com clustering altamente disponível, mensagens, cache distribuído e outras tecnologias.
O JBoss EAP 6 inclui uma estrutura nova e modular que permite o serviço habilitar apenas o que é requerido, melhorando a velocidade inicial.
O Management Console e o Management Command Line Interface fazem edições desnecessárias dos arquivos de configuração XML e adicionam a habilidade ao script e de automatizar tarefas.
Além disso, o JBoss EAP inclui APIs e frameworks de desenvolvimento para assegurar o desenvolvimento rápido e escalável dos aplicativos Java EE.

1.2. Recursos do JBoss EAP 6

Tabela 1.1. Recursos do JBoss EAP 6

Recurso Descrição
Certificação Java Java Enterprise Edition 6 Full Profile e Web Profile certificado.
Managed Domain
  • O gerenciamento centralizado das instâncias do servidor múltiplo e hosts físicos, enquanto o servidor autônomo permite uma instância única do servidor.
  • O gerenciamento do grupo por servidor da configuração, implementação, socket bindings, módulos, extensões e propriedades de sistema.
  • Gerenciamento centralizado e simplificado da segurança do aplicativo (incluindo security domains).
Management Console e Management CLI Novas interfaces de gerenciamento do servidor autônomo e domain. A edição do arquivo de configuração XML não é mais requerido. O Management CLI inclui também um modo em lote que pode realizar o script e automatizar as tarefas de gerenciamento.
Layout de gerenciamento simplificado O diretório modules contém agora todos os módulos dos servidores. Os diretórios lib comuns e específicos de servidor estão preteridos. Os diretórios domain e standalone contém os artefatos e arquivos de configuração para as implantações autônomas e de domain respectivamente.
Mecanismo de carregamento de carga modular Os módulos são carregados e descarregados sob pedido. Isto aumenta o desempenho, possui benefícios de segurança e reduz os períodos de início e reinício.
Gerenciamento da fonte de dados aprimorados Os drivers de banco de dados são implantados da mesma maneira que outros serviços. Além disso, as fontes de dados são criadas e gerenciadas diretamente no Management Console ou Management CLI.
Uso de recurso mais eficiente e reduzido. O JBoss EAP 6 usa os recursos de sistema e os usa de forma mais eficiente que as versões anteriores. Entre os benefícios está o início e encerramento mais rápido do JBoss EAP 6 comparado ao JBoss EAP 5.

Capítulo 2. Introdução

2.1. Portal do Cliente da Red Hat

O Red Hat Customer Portal é uma plataforma centralizada para os recursos de subscrição e conhecimento da Red Hat. Use o Red Hat Customer Portal para realizar o seguinte:
  • Gerenciar e manter os contratos de suporte e direitos da Red Hat.
  • Baixar o software oficialmente suportado.
  • Acessar a documentação do produto e ao Red Hat Knowledgebase.
  • Contactar os Serviços de Suporte Global.
  • Preencher bugs referentes aos produtos Red Hat.
O Portal do Cliente encontra-se disponível no: https://access.redhat.com.

Capítulo 3. Instruções de Instalação

3.1. Métodos de Instalação do JBoss EAP 6

Existem diversas maneiras de instalar o JBoss EAP 6. Cada método é melhor usado em determinadas situações. Este tópico fornece uma rápida visão de cada tipo de instalação e os links às seções que descrevem os processos de instalação relevantes.

Tabela 3.1. Métodos de Instalação

Método
Descrição
Instruções
Instalação Zip
O arquivo Zip é apropriado em instalações de todos sistemas operacionais suportados. Este processo deve ser usado caso você deseje extrair a instância manualmente.
JAR Installer
O JAR installer pode ser executado num console ou um assistente gráfico. Ambas as opções fornecem instruções detalhadas sobre a instalação e configuração da instância do servidor. Configurações adicionais, incluindo as Iniciações Rápidas e Repositório Maven, são também possíveis com o installer. Esta é a maneira preferida de instalação do JBoss nas plataformas suportadas.
Instalação RPM
O JBoss EAP pode ser instalado com o instalador gráfico do pacote RPM suportado ou com a interface da linha de comando. Este método é apropriado para instalações suportadas do Red Hat Enterprise Linux 5, 6 e 7.

3.2. Pré-requisitos da Instalação do JBoss EAP 6

Cada processo de instalação para o JBoss EAP 6 possui um número de pré-requisitos. Esta seção descreve os requerimentos comuns, assim como os requerimentos que são específicos da instalação.

Pré-requisitos Comuns

Pré-requisitos do ZIP/Installer

  • Privilégios de administração para o diretório de instalação.
  • Certifique-se de que um kit de desenvolvedor do Java suportado está instalado.
  • No Microsoft Windows Server, certifique-se que as variáveis do ambiente PATH e JAVA_HOME foram configuradas, do contrário os atalhos não funcionarão.
  • No Hewlett-Packard HP-UX, certifique-se que a utilidade unzip foi instalada.

Pré-requisitos RPM

A partir do Red Hat Enterprise Linux 7, o termo canal foi substituído pelo termo repositório.
  • Registro do servidor no Red Hat Network.
  • Certifique-se de que um kit do desenvolvedor do Java foi instalado. O RPM do kit de desenvolvimento do Java deve fornecer e exportar a funcionalidade java para o sistema.
  • Subscreva os seguintes canais, que aplicam-se a todas as versões do Red Hat Enterprise Linux e todas suas arquiteturas:
    • O Red Hat Enterprise Linux Server base e canais/repositórios de sofware supplementary apropriados a sua versão do Red Hat Enterprise Linux. O canal/repositório supplementary é solicitado para a instalação do kit do desenvolvedor do Java.
    • O canal ou repositório do JBoss Enterprise Application Platform. Consulte a Seção 3.5, “Instalação RPM” para maiores detalhes sobre o canal ou repositório apropriado.
  • Caso a arquitetura do host for ppc64, increva-se ao seguinte canal/repositório.
    • Red Hat Enterprise Linux 6, subscreva-se ao canal rhel-ppc64-server-optional-6.
    • Red Hat Enterprise Linux 7, subscreva-se ao repositório rhel-7-for-power-server-optional-rpms-7Server.

3.3. Instalação Zip

3.3.1. Download do JBoss EAP 6 (Instalação Zip)

Sumário

O arquivo do JBoss EAP 6 ZIP está disponível a partir do Red Hat Customer Portal. A instalação do arquivo ZIP é uma plataforma independente. Este tópico descreve as etapas para realizar o download do arquivo.

Procedimento 3.1. Download do arquivo ZIP

  1. Abra um navegador e entre no Portal do Cliente https://access.redhat.com.
  2. Clique em Downloads.
  3. Clique em Red Hat JBoss Enterprise Application Platform na lista Downloads do Produto.
  4. Selecione a versão do JBoss EAP a partir do menu suspenso Versão.
  5. Encontre o Red Hat JBoss Enterprise Application Platform 6.x.x na lista e clique na opção Download.
Resultado

O JBoss EAP foi baixado na sua máquina de destino, pronto para instalação.

3.3.2. Instalação do JBoss EAP 6 (Instalação ZIP)

Sumário

Este tópico descreve as etapas para instalar o JBoss EAP 6 usando o arquivo ZIP baixado.

Procedimento 3.2. Instalação do Arquivo ZIP

  1. Mova o arquivo ZIP à localização desejada.

    Mova o arquivo ZIP ao servidor e diretório onde você planeja instalar o JBoss EAP 6. O usuário que irá iniciar e encerrar o servidor deve possuir acesso de leitura e gravação a este diretório.
  2. Use um aplicativo apropriado para extrair o arquivo ZIP à localização desejada.

    Num ambiente do Red Hat Enterprise Linux, use a utilidade unzip para extrair os conteúdos do arquivo ZIP.
    Num ambiente do Microsoft Windows, clique no botão direito do mouse e selecione Extract All.
    Num ambiente do Hewlett-Packard HP-UX, use a utilidade unzip para extrair os conteúdos do arquivo ZIP.
Resultado

O JBoss EAP 6 foi instalado com êxito. O diretório criado pela extração do arquivo ZIP é o diretório de nível superior para o servidor. Isto é referido como EAP_HOME.

3.3.3. Desinstalação do JBoss EAP 6 (Instalação Zip)

Pré-requisitos

Realize o backup de quaisquer arquivos de configuração modificados e implantações que podem ser reusadas numa instância mais tarde.

Sumário

Esta seção descreve as etapas requeridas para desinstalar a instalação Zip do JBoss EAP 6.

Procedimento 3.3. Desintalação do JBoss EAP 6 (Instalação Zip)

  1. Dirija-se ao diretório onde você extraiu a pasta do JBoss EAP 6 do arquivo Zip.
  2. Remova o diretório de instalação.

    O JBoss EAP 6 instala num diretório único onde você usa o método de instalação Zip. Exclua o diretório de instalação para desinstalar o JBoss EAP 6.
  3. Opcional: Remova quaisquer scripts de iniciação que você criou.

    Caso tenha criado os scripts de instalação ou outros scripts que dependem do JBoss EAP 6 sendo instalado em seu computador, exclua-os.
Resultado

O JBoss EAP é desinstalado do servidor.

3.4. Installer

3.4.1. Download do JBoss EAP 6 (Installer)

Sumário

O arquivo do JBoss EAP 6 installer está disponível a partir do Red Hat Customer Portal. O arquivo .jar pode ser usado para executar tanto nos instaladores de texto básico ou gráficos. O instalador é a maneira preferida de instalar o JBoss EAP 6 em todas as plataformas suportadas. Este tópico descreve as etapas para realizar o download do arquivo.

Procedimento 3.4. Download do Installer

  1. Abra um navegador e entre no Portal do Cliente https://access.redhat.com.
  2. Clique em Downloads.
  3. Clique em Red Hat JBoss Enterprise Application Platform na lista Downloads do Produto.
  4. Selecione a versão do JBoss EAP a partir do menu suspenso Versão.
  5. Encontre Red Hat JBoss Enterprise Application Platform 6.x.x Installer na lista e clique na opção Download.
Resultado

O JBoss EAP foi baixado na sua máquina de destino, pronto para instalação.

3.4.2. Execução do Programa de Instalação do JBoss EAP

O programa de instalação do JBoss EAP pode ser executado tanto no modo de texto ou gráfico. Este tópico descreve o comando para executar o programa de instalação no modo gráfico.

Procedimento 3.5. Execução do Programa de Instalação do JBoss EAP

  1. Abra um terminal e navegue ao diretório contendo o JAR do programa de instalação baixado.
  2. Digite o seguinte comando:
    java -jar jboss-eap-6.x.x-installer.jar
  3. Siga as instruções da tabela abaixo.

Tabela 3.2. Telas do Programa de Instalação do JBoss EAP

Nome da tela
Quando isto aparece
Descrição
Sempre
Selecione o idioma desejado para o programa de instalação e clique em OK.
Sempre
O EULA para o RED HAT JBOSS MIDDLEWARE.
Selecione "Eu aceito os termos do acordo de licença" e clique em Next.
Sempre
Selecione o caminho de instalação para o JBoss EAP e clique em Next. Será solicitado a criação de um novo diretório, ou, caso já exista, a substituição de um diretório nomeado.
Sempre
Selecione os pacotes para instalação. Os pacotes requeridos são desabilitados para a desmarcação.
Sempre
Crie um usuário administrativo e determine a senha. A senha deve ter pelo menos 8 caracteres, sendo um caractere alfabético, um dígito e um caractere não alfanumérico . Em seguida, clique em Next.
Sempre
Instale as amostras de iniciação rápida. Caso você deseje instalá-las, selecione Yes e selecione o caminho de instalação. Caso você não deseje instalá-las, selecione No. Então, clique em Next.
Caso deseje instalar as amostras de iniciação rápida.
O repositório Maven com host público está disponível para uso com as iniciações rápidas. As seleções default configuram automaticamente a sua instalação para uso deste repositório. Esta é a maneira mais fácil de executar as iniciações rápidas. Caso você prefira, especifique o caminho a um repositório instalado localmente. Especifique um caminho caso o arquivo de configurações Maven não esteja na localização default.
Sempre
Determine se a instalação usará os bindings de porta default, configure os bindings de porta personalizada ou configure os deslocamentos para todos os bindings default. Caso você selecione bindings personalizados, selecione se configurar as portas para o modo autônomo, domain ou ambos. Caso você escolha em configurar os deslocamentos de porta, selecione o deslocamento. Então clique em Next.
Caso opte por configurar os bindings de porta personalizado para o modo autônomo.
Configure as portas e as propriedades de sistema para vários modos autônomo e clique em Next.
Caso deseje configurar os bindings de porta personalizado para o modo domain.
Configure as portas e propriedades para vários modos domain e clique em Next.
Sempre
Selecione a opção de iniciação preferida na conclusão do processo de instalação. Em seguida, clique em Next.
Sempre
Selecione Yes para configurar os níveis do log ou No para pular esta configuração. Então, clique em Next.
Sempre
Selecione Perform default configuration para instalação da configuração default. Selecione Perform advanced configuration para seleção a partir de uma lista das configurações avançadas. As opções avançadas podem ser configuradas após a instalação. Clique em Next.
Caso opte por instalar o vault numa configuração avançada do ambiente do período da execução.
Configure a senha vault para armazenar todas as senhas confidenciais num keystore criptografado e clique em Next. Consulte o Guia de Configuração e Administração: "Mascare a Senha Keystore e Inicialize o Vault da Senha".
Caso você deseje habilitar o SSL de segurança numa configuração avançada do ambiente do período de execução.
Configure um SSL keystore para assegurar as interfaces de gerenciamento EAP. Depois, clique em Next. Consulte o Guia de Segurança "Gerar uma Chave de Criptografia SSL e Certificado ".

Atenção

A Red Hat recomenda que você desabilite o SSL a favor do TLSv1.1 ou TLSv1.2 em todos os pacotes afetados.
Caso decida por habilitar a Configuração LDAP numa configuração avançada do período de execução.
Habilite a autenticação LDAP para uso do servidor do diretório LDAP como fonte de autenticação para o Management Console, Management CLI ou Management API. Quando houver finalizado, clique em Next. Consulte o Guia de Configuração e Administração: "Uso do LDAP para Autenticar as Interfaces de Gerenciamento".
Caso deseje instalar o cache Infinispan numa configuração avançada do ambiente do período de execução.
Crie um cache Infinispan para os dados do cache de gerenciamento. Forneça um nome Infinispan, configure outros campos e clique em Next. Consulte o Guia de Configuração e Administração: "Capítulo Infinispan 14".
Caso deseje adicionar o security domain na configuração avançada do ambiente do período de execução.
Configure o security domain para incorporar os serviços fornecidos pelo PicketBox a uma instância do servidor JBoss EAP. A maioria dos campos que são populados com os valores default e não precisam de modificações. Quando houver finalizado, clique em Next. Consulte o Guia de Configuração e Administração: "Security Domains" para maiores informações.
Caso deseje instalar o JDBC driver na configuração avançada do ambiente do período de execução.
Instale e configure um JDBC driver para converter o seu código de aplicativo ao idioma de banco de dados relevante. Escolha o driver apropriado a partir da lista suportada de drivers que aparecem na lista suspensa do "Driver Vendor". Consulte o Guia de Configuração e Administração: "Gerenciamento da Fonte de Dados 6" para maiores informações.
Caso você escolha instalar a fonte de dados numa configuração avançada do ambiente do período de execução.
Configure a fonte de dados que pode ser usada pelos aplicativos. Forneça o nome da fonte de dados, configure outros campos e clique em Next. Consulte o Guia de Administração e Configuração: "Configuração da Fonte de Dados" para maiores informações.
Sempre
Revise as suas seleções e clique em Next.
Sempre
Quando o progresso da instalação completar, clique em Next.
Sempre
Clique em Next quando o processamento encerrar.
Sempre
Selecione se criar ou não atalhos e como configurá-los. Apenas os caracteres alfanuméricos e caracteres '-' e '_' são permitidos. Apenas no Microsoft Windows, os caracteres '/' e '\' são também permitidos. Clique em Next.
Sempre
Clique em Generate installation script and properties file caso deseje capturar as opções de instalação selecionada. Então clique em Done.
A instalação está concluída.
Resultado

A instalação foi concluída e o JBoss EAP 6 é instalado na sua máquina de destinação.

3.4.3. Desinstalação do JBoss EAP 6 (Installer)

Sumário

Essa seção descreve as etapas solicitadas para desinstalar uma instância do JBoss EAP 6 que foi instalada usando tanto o instalador gráfico ou baseado em texto.

Procedimento 3.6. Desinstalação do JBoss EAP 6 (Instalação Gráfica)

  1. Durante a instalação do JBoss EAP 6 na máquina de destinação, foi criado um diretório chamado Uninstaller onde você instalou o JBoss EAP 6. Este diretório contém um arquivo chamado uinstaller.jar. Navegue a este diretório numa janela do terminal.
  2. Inicie o desinstalador GUI com o seguinte comando Java:
    java -jar uninstaller.jar
  3. A execução do comando lançará o desinstalador gráfico conforme apresentado na seguinte figura. Selecione a caixa de seleção caso você deseje excluir o diretório de instalação do JBoss EAP 6.
    Desinstalação do JBoss EAP 6 usando o instalador gráfico

    Figura 3.1. Desinstalação do JBoss EAP 6 usando o instalador gráfico

  4. Pressione o botão Uninstall para iniciar o processo de desinstalação.
  5. Quando o processo de desinstalação for finalizado, pressione o botão Quit para sair do desinstalador.
  6. Após a desinstalação ter sido concluída com êxito, você poderá remover o diretório Uninstaller onde você iniciou o desinstalador.

Procedimento 3.7. Processo de Desinstalação baseado em Texto

  1. Num console, navegue ao diretório Unistaller criado durante o processo de instalação. Isto pode ser encontrado um nível acima do EAP_HOME.
  2. Inicie o desinstalador baseado em texto com o seguinte comando:
    java -jar uninstaller.jar -console
  3. Siga as seguintes etapas para desinstalar o JBoss EAP 6.
Resultado:

O JBoss EAP 6 é desinstalado do seu servidor.

3.5. Instalação RPM

3.5.1. Canais de Software do JBoss EAP 6

A Instalação do JBoss EAP 6 através do RPM requer uma subscrição para diversos canais de software do Red Hat Network. A subscrição para ambos canais do software base do Red Hat Enterprise Linux Server do canal específico do JBoss EAP 6 é requerida.

Nota

A partir do Red Hat Enterprise Linux 7, o termo canal foi substituído pelo termo repositório. Nestas instruções apenas o termo channel é usado.
Até a versão do JBoss EAP 6.3.2, a escolha do canal do JBoss EAP é determinada apenas pela versão do Red Hat Enterprise Linux e a arquitetura do hardware. O canal atual fornece o último lançamento do JBoss EAP para subscrição disto.
A partir do JBoss EAP 6.3.3, é possível inscrever-se ao canal do JBoss EAP ou um canal inferior que fornece um lançamento inferior e todos os patches aplicáveis. Isto o permite manter a mesma versão inferior do JBoss EAP 6, enquanto continuando com patches atuais de alta severidade e segurança.

3.5.2. Convenção de Nomeação do Canal do JBoss EAP

A convenção de nomeação para o canal atual é jbappplatform-6-<ARCHITECTURE>-server-6-rpm. A instalação do JBoss EAP 6.3.2 numa arquitetura x86_64 e o Red Hat Enterprise Linux 6 solicitava uma subscrição ao canal jbappplatform-6-x86_64-server-6-rpm.
A convenção de nomeação do Red Hat Enterprise Linux 5 e Red Hat Enterprise Linux 6 é jbappplatform-<EAP_VERSION>-<ARCHITECTURE>-server-<RHEL_VERSION>-rpm.
A convenção de nomeação do canal de versão inferior para o Red Hat Enterprise Linux 7 é jb-eap-<EAP_VERSION>-for-rhel-7-server-rpms para a arquitetura x86_64 e jb-eap-<EAP_VERSION>-for-rhel-7-for-power-rpms para a arquitetura ppc64.
EAP_VERSION
Esta é a versão inferior e superior do JBoss EAP. Um valor EAP_VERSION de 6.3 instalaria o JBoss EAP 6.3, enquanto que um valor de 6 instalaria o JBoss EAP 6.
ARQUITETURA
Essa é tanto i386, x86_64 ou ppc.
RHEL_VERSION
Isto é tanto 5 para o Red Hat Enterprise Linux 5, 6 para o Red Hat Enterprise Linux 6 ou 7 para o Red Hat Enterprise Linux 7.

3.5.3. Como Inscrever-se ao Canal Atual do JBoss EAP 6

O comando de subscrição depende no método de inscrição - Red Hat Network Classic ou Red Hat Subscription Manager.
Insira o seguinte comando para o RHN Classic.
rhn-channel --add -c jbappplatform-6-x86_64-server-6-rpm
Insira o seguinte comando para o Red Hat Subscription Manager.
subscription-manager repos --enable=jb-eap-6-for-rhel-6-server-rpms

3.5.4. Como subscrever-se ao Canal Secundário do JBoss EAP 6

O comando de subscrição depende no método de registro: Red Hat Network Classic ou Red Hat Subscription Manager.
Insira o seguinte comando para o RHN Classic.
rhn-channel --add -c jbappplatform-6.3-x86_64-server-6-rpm
Insira o seguinte comando para o Red Hat Subscription Manager.
subscription-manager repos --enable=jb-eap-6.3-for-rhel-6-server-rpms

3.5.5. Suporte na Alteração dos Canais de Subscrição

Durante o período de instalação do JBoss EAP 6.3.3 (ou versão superior), você poderá alterar a subscrição do software de um canal do JBoss EAP a outro. A alteração entre os canais é suportada, porém com as seguintes condições:
Alteração de um canal atual a um canal secundário
Possuir suporte caso alterando o canal secundário mais recente.
Alteração de um canal atual secundário a outro canal secundário
Possuir suporte caso alterando à próxima versão do JBoss EAP secundária. Por exemplo, a alteração do JBoss EAP 6.3 ao JBoss EAP 6.4 é suportada, porém do JBoss EAP 6.3 ao JBoss EAP 6.5 ela não é suportada.
Alteração de um canal secundário ao canal atual
Possuir suporte caso alterando a partir do canal secundário de versão mais recente.

3.5.6. Como Alterar o Canal Atual ao Canal Secundário

Conclua este procedimento caso o sistema do Red Hat Enterprise Linux estiver subscrito ao canal current e deseje alterar ao canal minor. A realização disto irá garantir que o sistema irá apenas receber atualizações nos RPMs do JBoss EAP 6.3 e não será atualizado à versão mais recente.
Insira os seguintes comandos, para o Red Hat Classic, com o objetivo de cancelar a subscrição a partir do canal current e então subscrever ao canal minor.
rhn-channel --remove -c jbappplatform-6-x86_64-server-6-rpm
rhn-channel --add -c jbappplatform-6.3-x86_64-server-6-rpm
Insira o seguinte comando para cancelar a subscrição do canal current e então subscrever ao canal minor.
subscription-manager repos --disable=jb-eap-6-for-rhel-6-server-rpms --enable=jb-eap-6.3-for-rhel-6-server-rpms

3.5.7. Instalação do JBoss EAP 6 (Instalação RPM Gráfica)

Sumário

O método do pacote RPM Gráfico de instalação do JBoss EAP 6 está disponível para o Red Hat Enterprise Linux 5 e Red Hat Enterprise Linux 6. Este tópico descreve as etapas requeridas para completar a instalação.

Procedimento 3.8. Instalação do JBoss EAP 6 (Instalação RPM Gráfica)

Use o PackageKit para instalar graficamente o JBoss EAP 6 em sua máquina de destino.
  1. Inicie o PackageKit

    O PackageKit é um software de gerenciamento do pacote open source instalado como parte do Red Hat Enterprise Linux. Incie o PackageKit da máquina de destinação selecionando o SistemaAdministraçãoAdicionar/Remover Software.
  2. Digite
    jboss-eap6
    na área de busca e pressione o botão Find. O pacote JBoss EAP 6 aparecerá na área de resultado.
  3. Selecione o pacote JBoss EAP 6 e pressione o botão Apply. Consulte a figura abaixo.
    Instalação do PackageKit JBoss EAP 6

    Figura 3.2. Instalação do PackageKit JBoss EAP 6

  4. Siga o resto das etapas de instalação do JBoss EAP 6 em sua máquina de destinação.
Resultado

A instalação é concluída e o JBoss EAP 6 instalado em sua máquina de destinação.

3.5.8. Instalação do JBoss EAP 6 (Instalação RPM baseado em texto)

Sumário

O método de pacote RPM de instalação do JBoss EAP 6 é apropriado ao Red Hat Enterprise Linux 5, Red Hat Enterprise Linux 6 e Red Hat Enterprise Linux 7. Este tópico descreve as etapas requeridas para instalar uma instância usando a linha de comando.

Procedimento 3.9. Etapas da Instalação baseadas em Texto.

Acesso e instalação ao pacote RPM usando a instalação YUM através do Red Hat Network.
  1. Instale o pacote RPM usando o YUM e o Red Hat Network.

    Use o YUM para instalar o pacote do grupo do JBoss EAP 6 default usando o comando groupinstall.
    [user@host ~]$ yum groupinstall jboss-eap6
  2. Configure as opções init.

    A instalação RPM contém os inscripts init para iniciar o servidor. A configuração para os inscripts init estão contidas em diversos arquivos adicionais. Refira-se à Seção A.4, “Os Arquivos da Configuração de Instalação para o JBoss EAP 6” para maiores detalhes sobre esses arquivos e as opções contidas no mesmo.
Resultado

A instalação está concluída. O caminho default EAP_HOME para a instalação RPM é /usr/share/jbossas. Refira-se à Seção A.3, “Lista do Pacote RPM para o JBoss EAP 6” para uma lista completa de todos os pacotes instalados.

3.6. Instalação Automatizada

3.6.1. Instalação de Instâncias Múltiplas do JBoss EAP 6 (Installer)

Pré-requisitos

Sumário

As instâncias idênticas múltiplas podem ser instaladas usando um script de instalação automática, gerado durante o processo de instalação, usando tanto o Instalador Gráfico ou baseado em Texto. Este tópico descreve as etapas requeridas para instalar o JBoss EAP 6 usando um script gerado.

Procedimento 3.10. Instalação Automatizada

  • Num terminal, execute o seguinte comando para instalar o JBoss EAP 6 usando o script de instalação automática:
    java -jar jboss-eap-6.x.x-installer.jar auto.xml

    Nota

    Quando você usa um script de instalação automática (auto.xml) para a instalação automatizada, o instalador por default gerará uma solicitação para inserção de todas as senhas.
Resultado

Uma instância idêntica do JBoss EAP 6 foi instalada, baseada no script de instalação automática.

3.6.2. Uso do Script de Instalação Automática (auto.xml) a partir de fontes diferentes para instalação do JBoss EAP 6

O instalador pode usar o script de instalação automática (auto.xml) a partir de quaisquer outras localizações de rede independente do local que isto está executando. Portanto, o instalador (jboss-eap-6.x.x-installer.jar) e o script de instalação automática (auto.xml) pode ser localizado em máquinas diferentes. Este tópico descreve a instalação do JBoss EAP 6 automaticamente a partir de uma localização diferente.
  • Digite num terminal os seguintes comandos para especificar o script de instalação automática (presentes em uma localização de rede diferente) de sua localização de rede atual:
    java -jar jboss-eap-6.x.x-installer.jar http://network-host/auto.xml (For HTTP)
    java -jar jboss-eap-6.x.x-installer.jar ftp://network-host/auto.xml (For FTP)
Resultado

O JBoss EAP 6 foi instalado em sua máquina.

3.7. Abordagens da Instalação Automatizada

3.7.1. Abordagens da Instalação Automatizada

Pré-requisitos

Execute o instalador e gere um script de instalação automática usando o instalador baseado em Texto ou Gráfico: Seção 3.4.2, “Execução do Programa de Instalação do JBoss EAP”

Sumário

Duas abordagens podem ser usadas para instalar o JBoss EAP 6 automaticamente usando o script de instalação automática pelo instalador:

  • A primeira abordagem é especificar todos os valores de chave/senha necessários para a instalação automática no arquivo variável de instalação automática.
  • A segunda abordagem é especificar os valores de chave/senha durante o período de instalação.

3.7.2. Instalação do JBoss EAP 6 pela pré-configuração de Valores da Chave/Senha no Arquivo da Variável de Instalação Automática

Use o seguinte procedimento para instalação automática do JBoss EAP 6 pela pré-configuração dos valores de chave/senha no arquivo da variável de instalação automática.

Procedimento 3.11. 

  1. Insira valores de chave no arquivo da variável

    O JBoss EAP 6 installer cria um script de instalação automática e um arquivo de variável de instalação automática. O arquivo da variável de instalação automática contém uma lista de parâmetros de chaves/senha necessárias para a instalação automática. Abra um arquivo de variável de instalação automática para inserir os valores chave. Preencha um valor de chave/senha válido em relação a cada parâmetro de chave. Por exemplo:
    adminPassword = password#2
    vault.keystorepwd = vaultkeystorepw
    ssl.password = user12345
  2. Execute o instalador com o argumento do nome do arquivo de variablefile para iniciar a instalação automatizada

    Você pode iniciar a instalação EAP automatizada pela instalação do instalador com o argumento variablefile auto.xml.variables. Este argumento fornece os valores de chave/senha do arquivo da variável (etapa 1) para o instalador. Com o objetivo de iniciar a instalação automatizada completa, abra um terminal e insira o seguinte comando com os seguintes nomes de arquivos relevantes:
    java -jar jboss-eap-6.x.x-installer.jar auto.xml -variablefile auto.xml.variables
Resultado

O JBoss EAP 6 foi instalado em sua máquina.

3.7.3. Instale o JBoss EAP 6 automaticamente pela especificação dos Valores de Chave/Senhas durante o período de instalação

Use o seguinte procedimento para instalação automática do JBoss EAP pela especificação das senhas/valores chave durante o período de instalação.

Procedimento 3.12. 

  • Execute o instalador com o argumento de variáveis

    A instalação pode ser iniciada de forma automatizada pela execução do instalador com o argumento de variáveis e, então, especificar a lista de variáveis. Este argumento de variáveis o ajudará a definir as variáveis juntamente com os valores de chave/senha durante o período de instalação. Abra um terminal e insira o seguinte comando com os nomes de arquivos relevantes para iniciar o processo de instalação:
    java -jar jboss-eap-6.x.x-installer.jar auto.xml -variables adminPassword=password#2,vault.keystorepwd=vaultkeystorepw,ssl.password=user12345

    Nota

    É importante especificar os nomes de variáveis (adminPassword, keystorepwd e ssl.password) sem qualquer espaço em branco para a instalação com êxito.

3.8. Instalação dos Native Components e Utilities

Os Native Components são componentes opcionais que foram compilados para serem otimizados a uma arquitetura e sistema de operação específico. Em alguns casos, o uso dos native components podem fornecer melhorias de desempenho. Os Native Components incluem o suporte native para o HornetQ (AIO) e Tomcat Native Library. Consulte a Seção 3.9.2, “Configuração do JBoss EAP 6 como um Serviço no Red Hat Enterprise Linux (Zip, Installer)” e a seção Jsvc do Guia de Administração e Configuração.
Os Native Utilities são utilidades opcionais específicas para cada sistema operacional e a arquitetura suportadas. Eles incluem scripts e utilidades para instalação do JBoss EAP 6 como um serviço no seu sistema operacional e geração dos certificados e chaves criptografadas SSL.
Além dos Native Components e Native Utilities, os Webserver Connector Natives são usados para balanceamento de carga e clustering. Consulte o Guia de Configuração e Administração para configuração dos Webserver Connector Natives.

3.8.1. Instalação dos Native Components e Native Utilities (Zip, Installer)

Pré-requisitos

  • Instalação do JBoss EAP 6 usando a instalação Zip, Instalador Gráfico ou Instalador baseado em Texto:
  • Acesso ao Management CLI ou Management Console para o servidor do JBoss EAP 6. Consulte Iniciar o Management CLI ou Logon ao Management Console no Guia de Configuração e Administração.
  • Para os Native Components:
    • Nos ambientes do Red Hat Enterprise Linux 6 e 7, verifique se as bibliotecas OpenSSL e Apache Portability Runtime (APR) estão instaladas. Caso deseje usar o Tomcat Native Library que faz parte dos Native Components do JBoss EAP, o pacote tomcatjss de sistema operacional deve ser removido antes da instalação.
    • O OpenSSLI deve ser instalado num ambiente HP-UX.

Procedimento 3.13. Baixe e instale os Native Components

  1. Baixe o pacote dos Native Components para o seu sistema operacional e arquitetura a partir do Portal do Cliente Red Hat. Você pode baixar os pacotes a partir da mesma localização especificada na Seção 3.3.1, “Download do JBoss EAP 6 (Instalação Zip)”.
  2. Extraia o arquivo zip dos Native Components baixado sobre a instalação do JBoss EAP 6.
    Você pode verificar uma extradição com êxito checando se há uma nova pasta para o seu sistema operacional e arquitetura no EAP_HOME/modules/system/layers/base/org/jboss/as/web/main/lib/.
  3. Habilite os native components para o subsistema da web com o seguinte comando quando usando o Management CLI:
    [standalone@localhost:9999 /] /subsystem=web:write-attribute(name=native,value=true)
  4. Reinicie o servidor do JBoss EAP 6 para aplicar as alterações.

Procedimento 3.14. Baixe e instale os Native Utilities

  1. Baixe o pacote dos Native Utilities para seu sistema operacional e arquitetura a partir do Portal do Cliente Red Hat. Os pacotes podem ser baixados a partir da mesma localização especificada na Seção 3.3.1, “Download do JBoss EAP 6 (Instalação Zip)”.
  2. Extraia o arquivo zip dos Native Components baixado sobre a instalação do JBoss EAP 6.
    Pode-se verificar uma extração com êxito checando se há o diretório native no EAP_HOME/modules/system/layers/base/.
  3. Consulte os procedimentos na suíte de documentação do JBoss EAP e no Portal do Cliente Red Hat para configuração de recursos específicos dos native utilities.

3.8.2. Instalação dos Native Components e Native Utilities (Instalação RPM)

O método de instalação RPM para instalação de native components, utilities e todas as dependências correspondentes pode ser usado apenas se o EAP foi instalado usando o método de instalação RPM. O método do pacote RPM de instalação natives é apropriado para o Red Hat Enterprise Linux 5, 6 e 7. Este tópico descreve as etapas requeridas para instalação dos native components e utilities usando a linha de comando.

Procedimento 3.15. Instalação dos Native Components e Native Utilities

  1. Instalação dos native components e utilities

    Execute o seguinte comando usando sua conta administrativa para instalação dos native components e utilities no Red Hat Enterprise Linux 5, 6 e 7 substituindo o package_name pelo nome do native component que você deseja instalar:
    yum install package_name
    Os native components a serem instalados podem ser: mod_cluster-native, mod_jk, mod_rt, mod_snmp, apache-commons-daemon-jsvc-eap6, httpd, httpd-devel, jbossas-hornetq-native e jbossas-jbossweb-native.

    Importante

    Os native components jbossas-hornetq-native e jbossas-jbossweb-native são instalados por default quando o comando yum groupinstall jboss-eap6 para instalação do pacote de grupo JBoss EAP 6 é executado. Caso tenha usado a Seção 3.5.7, “Instalação do JBoss EAP 6 (Instalação RPM Gráfica)” ou Seção 3.5.8, “Instalação do JBoss EAP 6 (Instalação RPM baseado em texto)” para instalação do JBoss EAP 6, não há necessidade de instalar o jbossas-hornetq-native e jbossas-jbossweb-native.

    Nota

    É importante fornecer o nome correto de pacote com o objetivo de instalar um native component específico. No Red Hat Enterprise Linux 7, o nome do pacote httpd é httpd22. Portanto, o pacote httpd deve ser substituído por httpd22 quando você executar o comando yum installpackage_name para instalação do servidor Apache HTTP no Red Hat Enterprise Linux 7.
  2. Reinicie o servidor

    Reinicie o servidor para aplicar as alterações.

3.9. Configuração de Serviço

3.9.1. Configure o JBoss EAP 6 como um Serviço no Red Hat Enterprise Linux (Método RPM)

Pré-requisitos

Sumário

Use o seguinte procedimento para instalar o JBoss EAP 6 como um serviço no Red Hat Enterprise Linux quando a instalação é realizada usando o método RHN (RPM).

Procedimento 3.16. Configuração do JBoss EAP 6 como um Serviço usando o Método RPM no Red Hat Enterprise Linux

  1. Instale o JBoss EAP 6

    Instale o JBoss EAP 6 através do método RPM usando uma das etapas listadas nas seções de pré-requisistos listadas acima.
  2. Habilitação do serviço

    O método de instalação RPM para o JBoss EAP 6 instala os arquivos de serviço requisitado em suas localizações corretas. Tudo o que você precisa fazer é configurar isto como serviço usando o seguinte comando:
    chkconfig jbossas on
    Para determiná-lo como um serviço no modo domain, emita o seguinte comando:
    chkconfig jbossas-domain on
Resultado

O JBoss EAP 6 inicia automaticamente quando o Red Hat Enterprise Linux alcança seu nível de execução default e encerra automaticamente quando o sistema operacional realiza sua rotina de encerramento.

3.9.2. Configuração do JBoss EAP 6 como um Serviço no Red Hat Enterprise Linux (Zip, Installer)

Pré-requisitos

Sumário

Use o seguinte procedimento para instalar o JBoss EAP 6 como um serviço no Red Hat Enterprise Linux quando a instalação for realizada tanto com os métodos de zip, texto e gráfico. Este processo não é aplicado quando a instalação for realizada usando o método RHN (RPM).

Procedimento 3.17. Determinando o Serviço

Nota

As etapas abaixo descrevem o JBoss EAP em execução como um servidor no modo autônomo. Com o objetivo de executar o JBoss EAP 6 como um serviço no modo domain, use as mesmas etapas porém substitua o jboss-as-standalone.sh pelo jboss-as-domain.sh.
  1. Localize o script de iniciação e o arquivo de configuração

    O script de iniciação e um arquivo de configuração associado estão localizados no diretório EAP_HOME/bin/init.d/. Abra o arquivo da configuração jboss-as.conf para editá-lo.
  2. Personalize as opções de iniciação no arquivo jboss-as.conf

    Existem diversas opções com o arquivo jboss-as.conf. No mínimo, especifique os valores corretos para as variáveis JBOSS_HOME e JBOSS_USER. Caso estas variáveis estiverem ausentes, adicione-as.
  3. Copie arquivos nos diretórios do sistema

    1. Copie o arquivo de configuração modificado ao diretório /etc/jboss-as.
      [user@host init.d]$ sudo mkdir /etc/jboss-as
      [user@host init.d]$ sudo cp jboss-as.conf /etc/jboss-as
    2. Copie o script de iniciação ao diretório /etc/init.d.
      [user@host init.d]$ sudo cp jboss-as-standalone.sh /etc/init.d
  4. Adicione o script de iniciação como um serviço

    Adicione o novo serviço jboss-as-standalone.sh à lista de serviços iniciados automaticamente, usando o comando de gerenciamento do serviço chkconfig.
    [user@host init.d]$ sudo chkconfig --add jboss-as-standalone.sh
  5. Inicie o serviço

    Teste se o serviço foi iniciado corretamente pelo uso de um dos seguintes comandos para o Red Hat Enterprise Linux.
    • Para o Red Hat Enterprise Linux 5 e 6:
      [user@host bin]$ sudo service jboss-as-standalone.sh start
    • Para o Red Hat Enterprise Linux 7:
      [user@host bin]$ sudo service jboss-as-standalone start
    Caso tudo tenha saído de acordo, aparecerá um sinal verde [OK]. Caso obtenha um erro, verifique os logs de erro e certifique-se que seus caminhos estão corretos no arquivo da configuração.

    Nota

    O sinal verde [OK] não aparece para o Red Hat Enterprise Linux 7.
  6. Deixe o serviço começar automaticamente quando você iniciar o servidor

    Para adicionar o serviço à lista dos serviços que iniciam automaticamente quando o seu servidor inicia, emita o seguinte comando.
    [user@host init.d]$ sudo chkconfig jboss-as-standalone.sh on
Resultado

O JBoss EAP 6 inicia automaticamente quando o Red Hat Enterprise Linux alcança seu nível de execução default e encerra automaticamente quando o sistema operacional realiza sua rotina de encerramento.

Procedimento 3.18. Desinstalação do serviço do JBoss EAP para o Red Hat Enterprise Linux

Nota

As etapas abaixo descrevem a desinstalação do serviço do JBoss EAP 6 no modo autônomo. Com o objetivo de desinstalar o serviço do JBoss EAP 6 no modo domain, use as mesmas etapas, porém substitua o jboss-as-standalone.sh pelo jboss-as-domain.sh.
  1. Caso o serviço estiver sendo executado, primeiro abra um terminal e interrompa o serviço executando o comando stop com o nome do serviço:
    sudo service jboss-as-standalone.sh stop
  2. Remova o JBoss EAP da lista de serviços:
    sudo chkconfig --del jboss-as-standalone.sh
  3. Remova os arquivos do diretório do sistema.
    1. Remova o script de iniciação do serviço:
      sudo rm /etc/init.d/jboss-as-standalone.sh
    2. Remova o arquivo de configuração do serviço:
      sudo rm /etc/jboss-as/jboss-as.conf

      Importante

      O /etc/jboss-as não é um diretório de sistema padrão. Apenas se não houver outros arquivos sendo usados, remova também o diretório:
      sudo rm -rf /etc/jboss-as/
Resultado

O serviço do JBoss EAP foi instalado no servidor.

3.9.3. Configure o JBoss EAP 6 como um Serviço no Microsoft Windows Server (Zip, Installer)

Pré-requisitos

Importante

Quando determinando as variáveis do ambiente do sistema, o uso do comando set do aviso do comando do Windows Server não determinará permanentemente o ambiente da variável. Você deve tanto usar o comando setx ou a interface Sistema no Painel de Controle.
Sumário

Use os seguintes procedimentos para configurar o JBoss EAP 6 no Microsoft Windows Server.

Procedimento 3.19. Configure um Serviço para o JBoss EAP 6 no Microsoft Windows Server.

  1. Crie variáveis do ambiente do sistema

    Crie duas variáveis do ambiente do sistema:
    • O JBOSS_HOME apontando ao diretório de instalação do JBoss EAP 6.
    • NOPAUSE=1
  2. Caso ainda não configurado, realize o download e extraia o pacote Native Utilities para sua arquitetura

    Caso o Native Utilities para o pacote do Windows Server não tenha sido instalado como parte da instalação JBoss EAP 6, realize o download do pacote relevante de 32-bytes ou 64-bytes a partir do Portal do Cliente Red Hat no https://access.redhat.com. Extraia o arquivo zip do Native Utilities na instalação do JBoss EAP 6.
    Isto resultará num diretório native na seguinte localização da instalação do JBoss EAP 6: EAP_HOME\modules\system\layers\base\
  3. Instalação do serviço

    Abra um terminal e altere os diretórios para EAP_HOME\modules\system\layers\base\native\sbin
    Um novo serviço pode ser criado com o comando service install, sem opções disponíveis apresentadas na seguinte tabela.

    Tabela 3.3. Opções service install

    Argumento ou Interruptor Descrição
    /startup
    Indica os serviços para iniciação automatizada. Caso não seja especificado, o serviço é definido para ser iniciado manualmente.
    /controller HOST:PORT
    O host e a porta da interface de gerenciamento. Caso omitido, o default é localhost:9999.
    /host [DOMAIN_HOST]
    Indica que o modo domain será usado especificando opcionalmente o nome do domain controller. Caso o domain controller for omitido, o nome default será master.
    /loglevel LEVEL
    O nível de log para o serviço, tanto: ERROR, INFO, WARN ou DEBUG. Caso omitido, o default será INFO.
    /name SERVICE_NAME
    O nome do serviço a ser criado não deve conter espaços. Caso omitido, o default será JBossEAP6.
    /desc "DESCRIPTION"
    A descrição do serviço. Caso omitido, o default será "JBoss Enterprise Application Platform 6".
    /serviceuser DOMAIN\USERNAME
    Especifica o nome da conta pela qual o serviço será executado. Use o nome da conta no formato DOMAIN\USERNAME. Caso omitido, o serviço executa como uma conta do Sistema Local.
    /servicepass PASSWORD
    Senha para a conta /serviceuser.
    /jbossuser USERNAME
    Opcional, o nome do usuário JBoss EAP 6 a ser usado para o comando de encerramento.
    /jbosspass PASSWORD
    Senha para a conta /jbossuser, requerida se o /jbossuser for especificado.
    /config XML_FILE
    Especifica o server-config para uso. O default é standalone.xml ou domain.xml.
    /hostconfig XML_FILE
    Especifica a configuração de host para uso no modo Domain apenas. O default é host.xml.
    /base directory
    Especifica o diretório base para o conteúdo do servidor/domain como um caminho inteiramente qualificado. O default é %JBOSS_HOME%\standalone ou %JBOSS_HOME%\domain.
    /logpath path
    Especifica o caminho dos arquivos de log. O /base é aplicado quando o /logpath não é definido. O default depende no modo domain ou autônomo, %JBOSS_HOME%\domain\log ou %JBOSS_HOME%\standalone\log.
    /debug
    Execução da instalação do serviço no modo de depuração.
    Seguem abaixo amostras básicas de um comando install para criar um novo serviço tanto no modo domain ou autônomo. Execute o seguinte comando, ajustando o nível do log para o serviço conforme requerido:
    • Modo autônomo:
      service.bat install /loglevel INFO
    • Modo domain:
      Caso você não esteja usando o mestre default para o seu domain controller do JBoss EAP 6, substitua o master pelo nome de host correto ou alias do domain controller do JBoss EAP 6.
      service.bat install /host master /loglevel INFO
    Um novo serviço Windows será criado com o nome JBossEAP6.
  4. Verifique o novo serviço no console de Serviços

    Execute o seguinte comando num terminal para abrir o console dos Serviços do Windows:
    services.msc
    Caso o nome do serviço default for usado, na lista dos serviços do Windows, o novo serviço terá o nome de exibição: JBossEAP6. A partir do console de Serviços, é possível iniciar e interromper o serviço, assim como alterar suas configurações sobre como e onde ele deve iniciar.
  5. Iniciação e Interrupção do serviço do JBoss EAP 6 a partir de um terminal

    Para iniciar o serviço a partir de um terminal, use o seguinte comando, alterando o nome do serviço caso necessário:
    net start JBossEAP6
    Para interromper o serviço a partir de um terminal, use o seguinte comando, alterando o nome do serviço caso seja necessário:
    net stop JBossEAP6
Resultado

O serviço do JBoss EAP 6 é configurado no Microsoft Windows Server.

Procedimento 3.20. Desinstalação do serviço do JBoss EAP 6 a partir do Servidor Microsoft Windows

  • Caso o servidor estiver executando, abra primeiro um terminal e interrompa o serviço pela execução do comando netstop pelo nome do serviço:
    net stop JBossEAP6
    Num terminal, altere os diretórios para EAP_HOME\modules\system\layers\base\native\sbin e execute o seguinte comando:
    service uninstall
Resultado

O serviço do JBoss EAP 6 foi removido do Servidor Microsoft Windows.

Capítulo 4. Patching e Atualização do JBoss EAP 6

4.1. Patches e Atualizações

O Patch no JBoss EAP 6 aplica atualizações que são realizadas a uma versão pequena e específica do JBoss EAP 6, por exemplo: o JBoss EAP 6.2. Os patches podem conter atualizações cumulativas ou individuais.
A atualização é o processo de mudar a uma versão mais recente (por exemplo: da versão 5.0 à versão 6.0) ou uma versão mais inferior (por exemplo: da versão 6.1 à versão 6.2) e não pode ser realizada através do patching.

4.2. Realizando o patching ao JBoss EAP 6

4.2.1. Mecanismos de Aplicação de Patch

Os JBoss patches são distribuídos em duas formas: zip (para todos os produtos) e RPM (para um subconjunto de produtos).

Importante

A instalação do produto JBoss deve sempre ser atualizada usando um método de patch: tanto patches zip ou RPM. Apenas os patches cumulativos e de segurança estarão disponíveis através do RPM e os clientes usando a instalação RPM não poderão efetuar atualização usando patches de zip.
Os JBoss patches podem tanto ser uma atualização assíncrona ou uma atualização planejada:
  • Atualizações assíncronas: Patches individuais que são lançados no ciclo de atualização normal do produto existente. Isto pode incluir patches de segurança, assim como outros patches individuais fornecidos pelo Red Hat Global Support Services (GSS) para correção de problemas específicos.
  • Atualizações planejadas: Os patches cumulativos de um produto existente, que inclui todas as atualizações anteriores para a versão do produto.
A decisão de que um patch é ou não lançado como parte de uma atualização planejada ou uma atualização assíncrona depende na severidade do problema sendo corrigido. Um problema de baixo impacto é normalmente adiado e é resolvido no próximo patch cumulativo ou do menor lançamento do produto afetado, contendo uma correção para apenas um problema específico.
As atualizações de segurança para os produtos JBoss são fornecidas por uma errata (para ambos os métodos zip e RPM). A errata encapsula uma lista de falhas resolvidas, sua classificação de falhas e a referência aos demais patches. As atualizações de correção de bug não são comunicadas através de errata.

Importante

É importante notar que após um patch ser aplicado, os jars obtidos no período de execução são obtidos a partir do diretório EAP_HOME/modules/system/layers/base/.overlays/$PATCH_ID/$MODULE. Os arquivos originais são mantidos no EAP_HOME/modules/system/layers/base/$MODULE. O mecanismo patching desabilita os arquivos jar originais por motivos de segurança. Isto significa que caso um patch que atualiza um módulo seja aplicado, os arquivos de jar do módulo original são alterados para não serem utilizáveis. Caso o patch seja revertido, os arquivos originais serão revertidos de volta a seu estado utilizável. Isto significa que o procedimento correto de reversão deve ser usado para reverter qualquer patch aplicado. Consulte a Seção 4.2.2.3, “Reversão do Aplicativo de um Patch no Formulário Zip usando o Patch Management System” para o procedimento de reversão apropriado.
Maiores informações sobre como a Red Hat avalia as falhas de segurança do JBoss podem ser encontradas na: Seção 4.2.5, “Classificação de impacto e gravidade do JBoss Security Patches (Patches de Segurança JBoss)”
A Red Hat mantém uma lista de correio para notificação aos subscritos sobre a segurança das falhas relacionadas. Consulte a Seção 4.2.4, “Subscrição para as Listas de Correio Patch”

4.2.2. Realizando o patching a uma Instalação ZIP/Installer

4.2.2.1. Patch Management System

O JBoss EAP 6 patch management system é usado para aplicar os zip patches downloaded a um servidor JBoss EAP 6 único. Ele pode ser acessado tanto através do Management CLI pelo uso do comando patch ou através do Management Console. O patch management system não pode ser usado para efetuar o patch automático nas instâncias do servidor JBoss EAP 6 através do Managed Domain, porém instâncias de servidor individuais num Managed Domain podem possuir patch de forma independente.

Importante

As instâncias do servidor JBoss EAP 6 que foram instaladas usando o método RPM não podem ser atualizadas usando o patch management system. Refira-se à Seção 4.2.3, “Realizando uma Instalação RPM” para atualizar os servidores do JBoss EAP instalados com RPM.

Nota

O patch management system pode apenas ser usado com os patches produzidos para as versões do JBoss EAP 6.2 e mais avançadas. Para os patches de versões anteriores ao 6.2, você deve referir-se à documentação da versão relevante disponível no https://access.redhat.com/site/documentation/.
Além de aplicar os patches, o patch management system pode fornecer informação básica no estado de patches instalados e pode também fornecer uma maneira imediata de reverter o aplicativo de um patch.
Quando aplicando ou revertendo um patch, o patch management system verificará os módulos e outros arquivos diversos que o patch está alterando para quaisquer modificações do usuário. Caso uma modificação do usuário for detectada e a opção de manuseamento de conflito não for especificada, o patch management system irá ignorar a operação e avisará que existe um conflito. O aviso incluirá uma lista de módulos e outros arquivos que estão em conflito. Para completar a operação, isto deve ser realizado novamente com uma opção especificando como resolver o conflito: tanto para preservar as modificações do usuário ou para substituí-las.
A tabela abaixo lista os argumentos e opções para o comando patch do Management CLI.

Tabela 4.1. Alterações e Argumentos do Comando patch

Argumento ou Interruptor Descrição
apply Aplica o patch.
--override-all Caso haja um conflito, a operação de patch substitui quaisquer modificações do usuário.
--override-modules Caso haja conflito como resultado de quaisquer módulos modificados, esta alteração substitui aquelas modificações pelos conteúdos da operação do patch.
--override=path(,path) Caso existam arquivos diversos apenas, isto substituirá os arquivos modificados em conflito com os arquivos na operação patch.
--preserve=path(,path) Apenas para os arquivos diversos especificados, isto preservará os arquivos modificados em conflito.
--host=HOST_NAME Disponível para os servidores do Managed Domain, isto especifica o host que a operação de patch será executada.
info
Retorna a informação nos patches instalados no momento.
Você pode fornecer o --patch-id=PATCH_ID -v opcionalmente para uma informação detalhada a um patch específico, incluindo os patches de camada/complemento.
inspect Inspeciona o arquivo de patch baixado e retorna informações importantes sobre o patch.
history Retorna informação no histórico do patch.
rollback Reverte o aplicativo de um patch.
--patch-id=PATCH_ID Requerido para reversão, a ID do patch para reversão.
--reset-configuration=TRUE|FALSE Solicitado para a reversão, isto especifica caso deseje restaurar os arquivos de configuração do servidor como parte da operação de reversão.
--rollback-to Caso o patch para reversão seja um patch (one-off) individual, o uso deste argumento especificará que a operação de reversão também irá reverter todos os demais patches que foram aplicados no patch especificado.

4.2.2.2. Instalação de Patches no Formulário Zip usando o Patch Management System

Sumário

Os Patches que estão no formato zip podem ser instalados usando o JBoss patch management system através do Management CLI ou Management Console.

Importante

O sistema de gerenciamento de patch é um recurso que foi adicionado ao JBoss EAP 6.2. Para as versões do JBoss EAP anteriores à versão 6.2, o processo de instalação de patches na forma zip é diferente e você deve referir-se à documentação disponível no https://access.redhat.com/documentation/en-US/JBoss_Enterprise_Application_Platform/.

Pré-requisitos

  • Acesso válido e subscrição do Portal do Cliente Red Hat.
  • A subscrição atual ao produto JBoss instalado no formato zip.
  • O acesso tanto ao Management CLI ou ao Management Console para o servidor do JBoss EAP 6 deve ser atualizado. Refira-se tanto ao capítulo Log in to the Management Console ou Launch the Management CLI do Guia de Administração e Configuração para instruções de acesso a essas interfaces.

Atenção

Antes da instalação de um patch, você deve realizar o backup de seu produto JBoss juntamente com todos os arquivos de configuração personalizados.

Procedimento 4.1. Aplique o zip patch à instância do servidor JBoss EAP 6 usando o Management CLI

  1. Realize o download ao arquivo zip patch a partir do Portal do Cliente https://access.redhat.com/downloads/
  2. Aplique o patch com o seguinte comando, a partir do Management CLI, incluindo o patch apropriado ao arquivo patch:
    [standalone@localhost:9999 /] patch apply /path/to/downloaded-patch.zip
    A ferramenta patch fornecerá um aviso caso haja quaisquer conflitos na tentativa de aplicar o patch. Refira-se à Seção 4.2.2.1, “Patch Management System” para disponibilidade das opções do comando patch para reexecutar o comando para resolver quaisquer conflitos.
  3. Reinicie o servidor JBoss EAP para que o patch tenha efeito:
    [standalone@localhost:9999 /] shutdown --restart=true

Procedimento 4.2. Aplique o zip patch à instância do servidor JBoss EAP 6 usando o Management Console

  1. Realize o download ao arquivo zip patch a partir do Portal do Cliente https://access.redhat.com/downloads/
  2. No Management Console:
    • Para o servidor autônomo: clique na tab Execução na parte superior da tela e então clique Patch Management.
    • Para o managed domain: clique na tab Domain na parte superior da tela, selecione o host que você deseja o patch a partir do menu suspenso Host e clique em Patch Management.
  3. Clique em Aplicar um Novo Patch.
    1. Caso você esteja aplicando o patch num managed domain, selecione na próxima tela se desejar encerrar os servidores no host e clique em Próxima.
  4. Clique no botão navegar e selecione o patch downloaded que você deseja aplicar e clique em Próxima.
    1. Caso houver quaisquer conflitos na tentativa de aplicação do patch, um aviso será exibido. Clique em Visualizar detalhes de erros para verificar o detalhe dos conflitos. Caso haja um conflito, pode-se tanto cancelar a operação ou selecionar a caixa de seleção Substituir todos os conflitos e clicar em Próxima. A substituição de conflitos resultará no conteúdo do patch substituindo quaisquer modificações do usuário.
  5. Após o patch ser aplicado com êxito, selecione iniciar o servidor do JBoss EAP 6 para que o patch tenha efeito e clique em Concluir.
Resultado

A instância do servidor JBoss EAP 6 possui patch com a última atualização.

4.2.2.3. Reversão do Aplicativo de um Patch no Formulário Zip usando o Patch Management System

Sumário

O JBoss EAP 6 patch management system pode ser usado para reverter o aplicativo de um patch zip aplicado anteriormente, através tanto do Management CLI ou Management Console.

Atenção

A reversão do aplicativo de um patch usando o patch management system não possui como intenção uma funcionalidade de desinstalação geral. Ela é apenas destinada a ser usada imediatamente após o aplicativo de um patch que teve consequências desfavoráveis.

Importante

O patch management system é um recurso que foi adicionado ao JBoss EAP 6.2. No caso de versões do JBoss EAP anteriores à versão 6.2, o processo de reversão de patches no formulário zip é diferente e você deve referir-se à documentação da versão disponível no https://access.redhat.com/site/documentation/.

Pré-requisitos

  • Um patch que foi aplicado anteriormente usando o JBoss EAP 6 patch management system.
  • Acesso ao Management CLI ou o Management Console para o servidor JBoss EAP 6. Refira-se ao Lançamento do Management CLI ou Logon ao Management Console no Guia de Configuração e Administração.

Atenção

Quando seguindo qualquer um dos procedimentos, tenha cautela na especificação da opção Redefinir Configuração:
Caso determinado para VERDADEIRO, o processo de reversão do patch irá reverter também os arquivos de configuração do servidor JBoss EAP 6 a seus estados de pré-patch. Quaisquer alterações realizadas aos arquivos de configuração do servidor JBoss EAP 6, após o patch ser aplicado, serão perdidas.
Caso determinado para FALSO, os arquivos de configuração do servidor não serão revertidos. Nesta situação, é possível que o servidor não inicie após a reversão, uma vez que o patch pode ter alterado configurações tais como namespaces, que podem não estar mais válidos e necessitaram ser corrigidos manualmente.

Procedimento 4.3. A reversão de um patch a partir da instância do servidor JBoss EAP 6 usando o Management CLI

  1. A partir do Management CLI, use o comando patch info para encontrar a ID do patch que está prestes a ser revertido.
    • Para os patches cumulativos, a ID do patch é o valor do primeiro cumulative-patch-id apresentado no resultado patch info.
    • A segurança individual ou as IDs do patch de correção da bug são listadas como o valor do primeiro dos patches apresentados no resultado patch info, sendo que o patch individual aplicado recentemente é listado por primeiro.
  2. A partir do Management CLI, reverta o patch com a ID do patch apropriado a partir da etapa anterior.
    [standalone@localhost:9999 /] patch rollback --patch-id=PATCH_ID --reset-configuration=TRUE
    A ferramenta patch avisará se exite algum conflito na tentativa de reversão do patch. Refira-se à Seção 4.2.2.1, “Patch Management System” para opções de comando patch disponíveis para reexecutar o comando para resolver quaisquer conflitos.
  3. Reinicie o servidor JBoss EAP 6 para que a reversão do patch tenha efeito:
    [standalone@localhost:9999 /] shutdown --restart=true

Procedimento 4.4. Reversão do patch a partir da instância do servidor JBoss EAP 6 usando o Management Console

  1. No Management Console:
    • Para o servidor autônomo: clique na tab Execução na parte superior da tela e então clique Patch Management.
    • Para o managed domain: clique na tab Domain na parte superior da tela e selecione o host relevante do menu suspenso Host e clique em Patch Management.
  2. Na tabela Histórico Recente do Patch, selecione o patch que você deseja reverter e clique em Reverter.
    1. Para o managed domain host, selecione na próxima tela caso deseje encerrar os servidores no host e clique em Próxima.
  3. Selecione suas opções para o processo de reversão e clique em Próxima.
  4. Confirme as opções e o patch a ser revertido e clique em Próxima.
    1. Caso a opção Substituir tudo não tenha sido selecionada e existir quaisquer conflitos na tentativa de reverter o patch, um aviso será exibido. Clique em Visualizar detalhes de erro para verificar o detalhe dos conflitos. Caso haja um conflito, você pode tanto cancelar a operação ou clicar em Selecionar Opções e tentar a operação novamente com a caixa de opção Substituir tudo selecionada. A substituição de conflitos resultará na operação de reversão substituindo quaisquer modificações.
  5. Após o patch ter sido revertido com êxito, selecione caso deseje reiniciar o servidor do JBoss EAP 6 para que as modificações tenham efeito e clique em Concluir.
Resultado

O patch, e opcionalmente os arquivos de configuração do servidor, são revertidos na instância do servidor do JBoss EAP 6.

4.2.2.4. Esvaziamento do Histórico do Patch

Quando os patches são aplicados a um servidor do JBoss EAP 6, o conteúdo e o histórico dos patches são mantidos para uso das operações de reversão. Caso os patches cumulativos forem aplicados, o histórico do patch pode usar uma quantia significativa de espaço de disco.
É possível usar o comando CLI abaixo para remover todos os patches antigos que não estão em uso no momento. Quando usando este comando, apenas o patch cumulativo é mantido juntamente com o lançamento do GA. Isto é apenas útil para liberação de espaço caso patches cumulativos múltiplos tenham sido aplicados anteriormente.
/core-service=patching:ageout-history

Importante

Caso você esvazie o histórico do patch, não será possível reverter um patch aplicado anteriormente.

4.2.3. Realizando uma Instalação RPM

Sumário

Os patches do JBoss são distribuídos em duas maneiras: ZIP (para todos os produtos) e RPM (para o subconjunto de produtos). Esta tarefa descreve as etapas que você precisa para instalar os patches através do formato RPM.

Pré-requisitos

  • Uma subscrição válida para o Red Hat Network.
  • A subscrição atual a um produto JBoss instalado através de um pacote RPM.

Procedimento 4.5. Aplicação de um patch a um produto JBoss através do método RPM.

As atualizações de segurança para os produtos do JBoss são fornecidas por errata (para ambos métodos zip e RPM). A errata encapsula uma lista de erros resolvidos, seus graus de severidade, os produtos afetados, a descrição textual de erros e a referência aos patches.
Para as distribuições RPM dos produtos do JBoss, a errata inclui referências aos pacotes RPM atualizados. O patch pode ser instalado pelo uso do yum.

Atenção

Antes da instalação de um patch, você deve realizar o backup de seu produto do JBoss juntamente com todos os arquivos de configuração personalizados.
  1. Receba informação sobre o patch de segurança tanto sendo subscrito na lista de correio de vigilância do JBoss ou navegando pelos arquivos da lista de correio de vigilância do JBoss.
  2. Leia a errata para o patch de segurança e certifique-se de que está aplicado a um produto do JBoss em seu ambiente.
  3. Caso o patch de segurança é aplicado a um produto do JBoss no seu ambiente, use o seguinte link para realização do download do pacote RPM atualizado na errata.
  4. Use
    yum update
    para instalação do patch.

    Importante

    Quando atualizando uma instalação RPM, o seu produto JBoss é atualizado cumulativamente com todas as correções lançadas do RPM.
Resultado

O produto JBoss possui patches com a atualização mais recente usando o formato RPM.

4.2.4. Subscrição para as Listas de Correio Patch

Sumário

A equipe do JBoss no Red Hat mantém uma lista para os anúncios de segurança para os produtos Red Hat JBoss Middleware. Esta seção descreve o que você precisa realizar para subscrever-se à lista.

Pré-requisitos

  • Nenhum

Procedimento 4.6. Subscrição à Lista de Vigilância do JBoss

  1. Clique no seguinte link para ir à página de lista de correio de Vigilância do JBoss: JBoss Watch Mailing List.
  2. Insira o endereço de e-mail na seção Subscrição ao Jboss-watch-list
  3. [Você pode também desejar inserir o seu nome e selecionar sua senha. Embora isto seja opcional, é também recomendado.]
  4. Pressione o botão Subscrever-se para iniciar o processo de subscrição.
  5. Você pode navegar nos arquivos da lista de correio através do: JBoss Watch Mailing List Archives.
Resultado

Após a confirmação de seu endereço de e-mail, você estará subscrito para receber as novidades relacionadas à segurança da lista de correio patch do JBoss.

4.2.5. Classificação de impacto e gravidade do JBoss Security Patches (Patches de Segurança JBoss)

A Red Hat usa uma escala de 4 pontos de gravidade: baixa, moderada, importante e crítica, além de duas contagens básicas de versão do Common Vulnerability Scoring System (CVSS) que podem ser usadas para identificar o impacto da falha.

Tabela 4.2. Classificação de gravidade do JBoss Security Patches

Gravidade Descrição
Crítica
A classificação é dada para as falhas que facilmente poderiam ser exploradas por um invasor não identificado e levar a comprometer o sistema (execução de código arbitrário) sem requerer a interação do usuário. Existem tipos de vulnerabilidades que podem ser exploradas. As falhas que requerem um usuário remoto autenticado, um usuário local ou uma configuração improvável não são classificadas como impacto crítico.
Importante
A classificação é dada às falhas que podem facilmente comprometer a confidencialidade, integridade ou habilidade de recursos. Esses são tipos de vulnerabilidades que permitem usuários locais ganharem privilégios, permitir usuários remotos não autenticados a visualizarem recursos que deveriam ser protegidos pela autenticação ou permitir usuários local ou remoto a causarem uma negação de serviço.
Moderada
A classificação é dada para as falhas que dificilmente poderiam ser exploradas, mas podem comprometer a confidencialidade, integridade ou disponibilidade de recursos, sob certas circunstâncias. Existem tipos de vulnerabilidades que podem possuir um impacto crítico de falha ou impacto importante, no entanto não são exploradas com tanta facilidade devido à avalização técnica da falha ou por afetarem as configurações comprometedoras.
Baixa
A classificação é dada a todos os demais problemas que um impacto de segurança possui. Estes são os tipos de vulnerabilidades que acredita-se requerem circunstâncias improváveis para estarem aptos a serem explorados ou onde a exploração com êxito geraria uma consequência mínima.
O componente de impacto da contagem CVSS v2 é baseado numa avaliação combinada de três impactos potenciais: Confidencialidade (C), Integridade (I) e Disponibilidade (D). Cada um deles podem ser classificados como Nenhum (N), Parcial (P) ou Completo (C).
Uma vez que o processo do servidor do JBoss executa como um usuário não privilegiado e está isolado do sistema operacional do host, as falhas de segurança do JBoss são apenas classificadas como possuindo impactos como tanto Nenhum (N) ou Parcial (P).

Exemplo 4.1. Métricas do CVSS v2

A amostra abaixo apresenta a pontuação do impacto CVSS v2, onde a exploração da falha não teria impacto na confiabilidade do sistema, impacto parcial na integridade do sistema e completo impacto na disponibilidade do sistema (quer dizer, o sistema iria tornar-se completamente indisponível para qualquer uso, por exemplo: através do travamento do kernel).
C:N/I:P/A:C
As organizações podem tomar decisões informativas sobre o risco de que cada problema influencia em seu ambiente único e agenda atualizações de acordo, com a combinação da classificação de gravidade e a pontuação CVSS.
Por favor consulte: CVSS2 Guide para maiores informações a respeito do CVSS2.

4.3. Atualização do JBoss EAP 6

4.3.1. Atualização da Instalação ZIP do JBoss EAP 6

Pré-requisitos

  • Certifique-se que o sistema operacional base está atualizado.
  • Determine quais os arquivos foram modificados desde que o JBoss EAP 6 foi instalado.
  • Realize o backup de quaisquer arquivos de configuração modificados, implantações e todos os dados do usuário.
Sumário

Este procedimento descreve a atualização da instalação ZIP do JBoss EAP 6 entre versões inferiores (por exemplo: a partir do JBoss EAP 6.1 à 6.2). Para as instalações patches para uma versão inferior. Refira-se à seção Instalação do Patch. A atualização à versão do JBoss EAP 6 solicita algum trabalho inicial para realizar o backup na instalação existente.

Atenção

Para os managed domains, o Host Controller mestre (ou Domain Controller) deve ser atualizado primeiramente, antes que cada Host Controller seja atualizado.

Procedimento 4.7. Atualização à última versão do JBoss EAP 6

  1. Mova para o arquivo ZIP baixado ao local desejado. Recomenda-se que este local seja diferente ao da instalação do JBoss EAP 6 existente.

    Importante

    Caso deseje instalar a versão mais recente do JBoss EAP 6 para o mesmo local de diretório ao da instalação existente, será necessário mover a instalação existente a um local diferente antes do procedimento. Isto é para prevenir a perda dos arquivos de configuração modificados, implantações e atualizações.
  2. Descomprime o arquivo. Esta a etapa instala uma instância limpa para o lançamento mais recente do JBoss EAP 6.
  3. Copie os diretórios EAP_HOME/domain/ e EAP_HOME/standalone/ da instalação anterior sobre os novos diretórios de instalação.

    Nota

    Os novos recursos deste lançamento, tais como novos subsistemas, talvez não sejam ativados caso os arquivos de configuração sejam copiados a partir de uma instalação do JBoss EAP 6. Para uso desses novos recursos, é necessário comparar e atualizar os arquivos de configuração antigos com os novos da nova versão.
  4. Revise as alterações realizadas ao diretório bin da instalação anterior e faça as modificações equivalentes ao novo diretório.

    Atenção

    Os arquivos no diretório bin não devem ser substituídos pelos arquivos das versões anteriores. As alterações devem ser realizadas manualmente.
  5. Revise os arquivos modificados restantes da instalação anterior e mova essas alterações à instalação. Esses arquivos devem incluir:
    • O diretório welcome-content.
    • Os módulos personalizados no diretório modules.
    • Os pacotes personalizados no diretório bundles.
  6. Opcional: Caso o JBoss EAP 6 tenha sido configurado para executar como um serviço, remova o serviço existente e configure um novo serviço para a instalação atualizada.
Resultado

A instalação ZIP do JBoss EAP 6 foi atualizada com êxito ao último lançamento.

4.3.2. Atualização da Instalação RPM do JBoss EAP 6

Pré-requisitos

  • Certifique-se de que o sistema operacional base está atualizado e que o sistema está subscrito e habilitado para obtenção de atualização para o canal Base SO.
  • Certifique-se de que o canal RHN do JBoss EAP é habilitado. Por exemplo, num x86 e arquitetura de 64 bytes, será a JBoss Application Platform (v 6) para o canal 6Server x86_64 (jbappplatform-6-x86_64-server-6-rpm).
  • Realize o backup de quaisquer arquivos de configuração modificados, implantações e todos os dados do usuário.
Sumário

A atualização para o último lançamento do JBoss EAP 6 requer algum trabalho inicial para realizar o backup da instalação existente. Este tópico descreve a atualização da instalação RPM através da Red Hat Network (RHN).

Atenção

Para os managed domains, o Host Controller mestre (ou Domain Controller) deve ser atualizado primeiramente, antes que cada Host Controller seja atualizado.

Procedimento 4.8. Atualização ao último lançamento do JBoss EAP 6

  1. Execute o seguinte comando num terminal para atualização da instalação:
    [user@host] yum update
  2. Mescle manualmente cada arquivo *.rpmnew criado que contém alterações nos arquivos de configuração de produção.
Resultado

O JBoss EAP 6 foi atualizado com êxito.

4.3.3. Atualização do Cluster do JBoss EAP

Pré-requisitos

  • Nenhum
Sumário

O JBoss EAP 6 não suporta a criação de clusters onde nós diferentes são feitos de versões diferentes dos servidores do JBoss EAP. Portanto, um cluster misto baseado em versões diferentes não é suportado e todos os nós no cluster devem possuir a mesma versão.

Atenção

O processo de atualização para tráfego de migração a partir do cluster de versão 6.3 até a versão 6.4 é portanto baseado na transferência de todos os tráfegos à versão 6.4 e, então, no encerrando dos servidores ou nós no cluster de versão 6.3.

Procedimento 4.9. Configuração do Cluster do JBoss EAP

  1. Refira-se ao capítulo HTTP Clustering and Load Balancing do JBoss EAP 6.4 Administration and Configuration Guide para instruções de como configurar um cluster do JBoss EAP na versão 6.4.
  2. Migre todo o tráfego a este novo cluster usando as etapas descritas no capítulo Migrate Traffic between Clusters do JBoss EAP 6.4 Administration and Configuration Guide
Resultado

O seu cluster do JBoss EAP 6.3 foi migrado ao cluster no JBoss EAP 6.4.

Apêndice A. Material de Referência

A.1. Downloads Disponíveis para o JBoss EAP 6

O JBoss EAP 6 inclui um número de diferente tipos de instalação e componentes opcionais, que estão disponíveis para download no Portal do Cliente Red Hat em https://access.redhat.com/. A seguinte tabela explica as opções diferentes. Alguns componentes são apenas apropriados para certos sistemas operacionais e arquiteturas, portanto são apenas disponíveis para essas variações específicas.

Tabela A.1. Downloads Disponíveis

Nome Descrição Sistemas de Operação
Servidor Apache HTTP
Uma instância do servidor Apache HTTP autônomo para cada sistema operacional e arquitetura suportados. Este servidor HTTP foi testado e verificado para trabalhar com o JBoss EAP 6.
Red Hat Enterprise Linux 5, Red Hat Enterprise Linux 6, Microsoft Windows Server 2008, Solaris 10 e 11
Native Components
Os componentes que foram compilados para serem otimizados a uma plataforma específica. Por exemplo, os DLLs são fornecidos para os ambientes do Microsoft Windows Server. Às vezes, os native components podem produzir melhoramentos de desempenho.
Red Hat Enterprise Linux 5, Red Hat Enterprise Linux 6, Microsoft Windows Server 2008, Solaris 10 e 11, Hewlett-Packard HP-UX
Native Utilities
As utilidades específicas para cada sistema operacional e arquitetura suportados, tais como os scripts e utilidades para a instalação do JBoss EAP 6 como um serviço no seu sistema operacional e geração das chaves da criptografia SSL e certificados.
Red Hat Enterprise Linux 5, Red Hat Enterprise Linux 6, Microsoft Windows Server 2008, Solaris 10 e 11, Hewlett-Packard HP-UX
Webserver Connector Natives
Os módulos pré-compilados para os servidores da web Oracle iPlanet, Microsoft e Apache para o balanceamento de carga e capacidades de alta disponibilidade.
Red Hat Enterprise Linux 5, Red Hat Enterprise Linux 6, Microsoft Windows Server 2008, Solaris 10 e 11, Hewlett-Packard HP-UX
Javadocs
A documentação para todos os APIs público expostos pelo JBoss EAP 6. Você pode instalá-los em seu servidor HTTP local ou IDE, ou você pode visualizá-los em sua máquina local.
Plataforma independente
Installer
O Java installer para o JBoss EAP 6. Inclui as etapas para instalar as Iniciações Rápidas e Repositório Maven.
Plataforma independente
Repositório Maven
Um repositório Maven pelo qual você pode baixar e disponibilizar em seu ambiente de desenvolvimento local e que contém artefatos comuns aos aplicativos construídos sob o JBoss EAP 6. O repositório Maven é também disponível através do JBoss EAP 6 Installer.
Plataforma independente
Iniciações Rápidas
Amostra dos aplicativos para ajudá-lo a iniciar o desenvolvimento dos aplicativos Java EE 6 com os APIs fornecidos com o JBoss EAP 6. As Iniciações Rápidas estão também disponíveis através do JBoss EAP 6 Installer.
Plataforma independente
Código de Fonte
O código fonte Java para o JBoss EAP 6, fornecido para que você possa recompilá-lo em seu próprio ambiente ou auditoriá-lo por conta própria.
Plataforma independente
Application Platform
O pacote de instalação Zip, que pode ser instalado e executado em toda plataforma suportada. Isto é a maneira mais comum de instalar o JBoss EAP 6.
Plataforma independente

Importante

Os downloads do método da instalação RPM não estão disponíveis no Portal do Cliente, porém através do Red Hat Net Work (RHN).

A.2. Estrutura do Diretório do JBoss EAP 6

Sumário

O JBoss EAP 6 inclui uma estrutura do diretório simplificado quando comparado às versões anteriores. Este tópico contém uma lista de diretórios e uma descrição de qual diretório ele contém.

Ele também inclui estruturas das pastas standalone/ e domain/.

Tabela A.2. Diretórios e arquivos de nível superior

Nome Propósito
appclient/ Contém detalhes da configuração para o contêiner do cliente do aplicativo.
bin/ Contém scripts de iniciação para o JBoss EAP 6 no Red Hat Enterprise Linux e Microsoft Windows.
bundles/ Contém os pacotes OSGi que pertencem à funcionalidade interna do JBoss EAP 6.
docs/ Arquivos de licença, esquemas e amostras.
domain/ As áreas dos arquivos de configuração, conteúdo de implantação e gravável usados como managed domain.
modules/ Os módulos que são dinamicamente carregados pelo JBoss EAP 6 quando os serviços os solicitarem.
standalone/ As áreas dos arquivos de configuração, conteúdo de implantação e gravável usados como servidor autônomo.
welcome-content/ Contém o conteúdo usado pelo aplicativo da web de Boas Vindas que está disponível na porta 8080 de uma instalação default.
.installation/ Isto contém metadados para o mecanismo de patching. Nenhuma modificação é requerida para os conteúdos deste diretório.
jboss-modules.jar
O mecanismo bootstrapping que carrega os módulos.
JBossEULA.txt
Contém os detalhes de acordo de licença.
LICENSE.txt
Contém os detalhes de licença.
version.txt
Contém os detalhes de versão.

Tabela A.3. Os diretórios com o diretório domain/

Nome Propósito
configuration/ Os arquivos de configuração para o storaged domain. Esses arquivos são modificados pelo Management Console e Management CLI, sendo que não devem ser editados diretamente.
data/ A informação a respeito dos serviços implantados. Os serviços são implantados usando o Management Console e o Management CLI ao invés de um scanner de implantação. Portanto, não posicione arquivos neste diretório manualmente.
log/ Contém os arquivos de log do período de execução para o host e controladores do processo que executam numa instância local.
servers/ Contém data/, log/ equivalente e diretórios tmp/ para cada instância do servidor num domain, que contém dados similares aos mesmos diretórios com o diretório domain/ de nível superior.
tmp/ Contém dados temporários tais como os arquivos pertencentes ao mecanismo usado à chave compartilhada usada pelo Management CLI para autenticar os usuários locais ao managed domain.

Tabela A.4. Diretórios com o diretório standalone/

Nome Propósito
configuration/ Os arquivos de configuração para o servidor autônomo. Esses arquivos são modificados pelo Management Console e Management CLI, sendo que não devem ser editados diretamente.
data/ A informação a respeito dos serviços implantados. Os serviços são implantados usando o Management Console e o Management CLI ao invés de um scanner de implantação. Portanto, não posicione arquivos neste diretório manualmente.
deployments/ Informação sobre os serviços implantados. O serviço autônomo inclui um scanner de implantação, de forma que você pode posicionar arquivos no diretório a ser posicionado. No entanto, a abordagem recomendada é gerenciar implantações usando o Management Console ou Management CLI.
lib/ As bibliotecas externas que pertencem ao modo de servidor autônomo. O default é vazio.
log/ Contém os arquivos de log do período de execução para o host e controladores do processo que executam numa instância local.
tmp/ Contém dados temporários tais como os arquivos pertencentes ao mecanismo de chave compartilhada usada pelo Management CLI para autenticar os usuários locais ao servidor.

A.3. Lista do Pacote RPM para o JBoss EAP 6

Sumário

O JBoss EAP 6 é instalado no Red Hat Enterprise Linux 6 usando o JBoss EAP 6 do grupo do pacote YUM. Aquele grupo é feito dos seguintes pacotes.

Tabela A.5. Lista de Pacotes

Pacote Descrição
jbossas-appclient JEE Application Client Container
jbossas-bundles Pacotes OSGi
jbossas-core Componentes core. Isto é requerido para todas as configurações.
jbossas-domain Configuração domain
jbossas-hornetq-native Contêiner para os arquivos do JBoss AS HornetQ
jbossas-jbossweb-native JBoss Enterprise Web Platform
jbossas-modules-eap Módulos do JBoss EAP
jbossas-product-eap Componentes de configuração do produto. Isto personaliza a execução do produto.
jbossas-standalone Configuração autônoma
jbossas-welcome-content-eap Conteúdo de boas-vindas usado nas mensagens de iniciação e páginas do console

Importante

O pacote jbossas-hornetq-native está incluido para a alta disponibilidade no JBoss EAP 6, mas não está habilitado por default.

A.4. Os Arquivos da Configuração de Instalação para o JBoss EAP 6

Sumário

A instalação RPM do JBoss EAP 6 inclui os três arquivos de configuração adicionais para a instalação ZIP. Esses arquivos são usados pelo script init do serviço para especificar o ambiente de iniciação do servidor do aplicativo. Um desses arquivos é aplicado a todas instâncias do JBoss EAP 6, enquanto os outros dois substituem os servidores de modo domain e autônomo.

Tabela A.6. Arquivos de Configuração RPM Adicional

Arquivo Descrição
/etc/jbossas/jbossas.conf Este arquivo é lido primeiramente e aplicado a todas as instâncias do JBoss EAP 6.
/etc/sysconfig/jbossas As configurações específicas aos servidores autônomos. Os valores especificados aqui substituirão os valores no jbossas.conf quando executados como um servidor autônomo.
/etc/sysconfig/jbossas-domain As configurações especificam os servidores de modo domain. Os valores especificados aqui irão substituir os valores no jbossas.conf quando executados como servidor de modo domain.
A seguinte tabela apresenta a lista de propriedades de configuração disponível juntamente com seus valores default.

Tabela A.7. Propriedades de Configuração da Instalação RPM

Propriedade Descrição
JBOSS_USER
A conta do servidor do sistema que o JBoss EAP 6 executa. Este usuário possuiu propriedade dos arquivos.
Valor default: jboss
JBOSS_GROUP
O grupo do usuário do sistema que os arquivos JBoss EAP 6 pertecem.
Valor default: jboss
JBOSS_STARTUP_WAIT
O número de segundos que o script init esperará até confirmar que o servidor iniciou com êxito após receber o comando start ou restart.
Valor default: 60
JBOSS_SHUTDOWN_WAIT
O número de segundos que o script init esperará para que o servidor encerre antes de continuar quando ele receber o comando stop ou restart.
Valor default: 20
JBOSS_CONSOLE_LOG
O arquivo que o manuseador de registro CONSOLO será redirecionado.
Valor default: /var/log/jbossas/$JBOSSCONF/console.log
JAVA_HOME
O diretório onde o seu Ambiente do Período de Execução do Java é instalado.
Valor default: /usr/lib/jvm/jre
JBOSS_HOME
O diretório onde os arquivos do servidor do aplicativo são instalados.
Valor default: /usr/share/jbossas
JAVAPTH
O caminho onde os arquivos Java executáveis são instalados.
Valor default: $JAVA_HOME/bin
JBOSSCONF
O modo do servidor para iniciação deste servidor, standalone ou domain.
Valor default: standalone ou domain dependendo no modo do servidor.
JBOSSSH
O script do qual é usado para iniciar o servidor.
Valor default: $JBOSS_HOME/bin/$JBOSSCONF.sh
JBOSS_SERVER_CONFIG
O arquivo de configuração do servidor para uso.
Não existe default para esta propriedade. Tanto o standalone.xml ou domain.xml podem ser definidos no início.
JBOSS_HOST_CONFIG Essa propriedade permite um usuário especificar a configuração host (tal como host.xml). Não existe valor determinado como default.

Apêndice B. Captura de Tela do Installer

B.1. Seleção do Idioma

Choose the desired language for the installation program.

Figura B.1. Seleção do Idioma do Programa de Instalação do JBoss EAP

B.2. Acordo da Licença do Usuário

Agree to the End User License Agreement to continue.

Figura B.2. Acordo da Licença do Usuário do Programa de Instalação do JBoss EAP

B.3. Caminho da Instalação

Define the installation path for the JBoss EAP instance.

Figura B.3. Caminho da Instalação do Programa de Instalação do JBoss EAP

B.4. Seleção de Pacotes para Instalação

Selecione ou cancele a seleção dos pacotes para instalação. Os pacotes solicitados são desabilitados para o cancelamento da seleção.
Seleção de Pacotes para Instalação do Programa de Instalação do JBoss EAP

Figura B.4. Seleção de Pacotes para Instalação do Programa de Instalação do JBoss EAP

B.5. Nova criação de usuário

Create an administrative user.

Figura B.5. Criação do Usuário Administrativo do Programa de Instalação do JBoss EAP

B.6. Instalação de Iniciação Rápida

Install the JBoss EAP quickstarts.

Figura B.6. Configuração de Iniciação Rápida do Programa de Instalação do JBoss EAP

B.7. Configuração do Repositório Maven

Configuração do Repositório Maven do Programa de Instalação do JBoss EAP

Figura B.7. Configuração do Repositório Maven do Programa de Instalação do JBoss EAP

B.8. Configuração Socket Binding

Decida entre usar os default bidings ou configurar os bindings personalizados.
Use the default bindings for standalone and domain mode.

Figura B.8. Socket Bindings Default do Programa de Instalação do JBoss EAP

Configure custom port bindings.

Figura B.9. Socket Bindings do Portal do Cliente do Programa de Instalação do JBoss EAP

Configure an offset for all default bindings.

Figura B.10. Deslocamento do Programa da Instalação do JBoss EAP para o Socket Bindings Default

B.9. Socket Bindings Personalizados para as Configurações Autônomas

A seguinte sequência de telas aparece caso decida configurar os bindings do portal personalizado para o modo autônomo.
Configure custom socket bindings for standalone mode.

Figura B.11. Configuração Socket Binding Autônomo do JBoss EAP Installer

Configure custom socket bindings for standalone HA mode.

Figura B.12. Configuração Socket Binding do HA autônomo do JBoss EAP Installer

Configure custom socket bindings for standalone full mode.

Figura B.13. Configuração Socket Binding Autônoma do JBoss EAP Installer Inteiramente Autônomo

Configure custom socket bindings for standalone full HA mode.

Figura B.14. Configuração Socket Binding Autônoma do HA Inteiramente Autônomo do JBoss EAP Installer

B.10. Socket Bindings Personalizados para as Configurações Domain

A seguinte sequência de telas aparece caso escolha configurar os bindings da porta personalizada para o modo domain.
Configure custom socket bindings for the domain host.

Figura B.15. Configuração do Socket Binding Domain Host do JBoss EAP Installer

Configure custom socket bindings for default domain mode.

Figura B.16. Configuração Socket Binding Domain Default do JBoss EAP Installer

Configure custom socket bindings for HA domain mode.

Figura B.17. Configuração Socket Binding Domain HA do JBoss EAP Installer

Configure custom socket bindings for full domain mode.

Figura B.18. Configuração Socket Binding Domain Inteira do JBoss EAP Installer

Configure custom socket bindings for full HA domain mode.

Figura B.19. Configuração do Socket Binding Domain HA Inteira do JBoss EAP Installer

B.11. Início do Servidor

Select the startup option desired on completion of the installation process.

Figura B.20. Início do Servidor do Programa de Instalação do JBoss EAP

B.12. Configuração dos Níveis de Logon

Choose No to skip configuration of logging level.

Figura B.21. A imagem demonstra a ação ignorando a Configuração do Nível de Log do Programa de Instalação do JBoss EAP

Choose Yes to configure logging level.

Figura B.22. Níveis de Logon da Configuração do Programa de Instalação do JBoss EAP

B.13. Configuração do Ambiente do Período de Execução

Selecione Executar uma configuração avançada para personalizar a instalação e configuração de segurança, caching e opções da fonte de dados.
Configuração do Ambiente do Período de Execução do Programa de Instalação do JBoss EAP - Default

Figura B.23. Configuração do Ambiente do Período de Execução do Programa de Instalação do JBoss EAP - Default

Configuração do Ambiente do Período de Execução do Programa de Instalação do JBoss EAP - Avançada

Figura B.24. Configuração do Ambiente do Período de Execução do Programa de Instalação do JBoss EAP - Avançada

B.14. Configuração Vault de Senha

Configure passwords and other options for the password vault.

Figura B.25. Configuração Vault de Senha do JBoss EAP Install

B.15. Configuração da Segurança SSL

Configure SSL Security.

Figura B.26. Configuração da Segurança SSL de Instalação do JBoss EAP

B.16. Configuração LDAP

Configure the LDAP server as the authentication and authorization authority for applications and the management interface.

Figura B.27. Configuração LDAP de Instalação do JBoss EAP

B.17. Configuração Infinispan

Configure Infinispan cache.

Figura B.28. Configuração Infinispan de Instalação do JBoss EAP

B.18. Configuração do Security Domain

Configure a security domain.
Configure a JSSE security domain element.

Figura B.29. Configuração do Security Domain de Instalação do JBoss EAP

B.19. Configuração do JDBC Driver

Configure a JDBC Driver.

Figura B.30. Configuração do JDBC Driver de Instalação do JBoss EAP

B.20. Configuração da Fonte de Dados

Configure the datasource for the JDBC Driver.

Figura B.31. Configuração da Fonte de Dados de Instalação do JBoss EAP

B.21. Revisão dos Componentes de Instalação

Review the list of selected components. Click the Next to continue or Previous to go back and make changes.

Figura B.32. Componentes Selecionados para a Revisão do Programa de Instalação do JBoss EAP

B.22. Progresso da Instalação

When the installation progress completes, click Next.

Figura B.33. Progresso da Instalação do Componente do Programa de Instalação do JBoss EAP

B.23. Processamento de Instalação Concluída

Processamento de Instalação Concluída do Programa de Instalação do JBoss EAP

Figura B.34. Processamento de Instalação Concluída do Programa de Instalação do JBoss EAP

B.24. Criação de Atalhos

Choose whether to create shortcuts and how to configure them. Then click Next.

Figura B.35. Criação de Atalhos do JBoss EAP Installer

B.25. Gerando o Script de Instalação

Choose whether to generate an installation script containing the selected install options. Then click Done to finish.

Figura B.36. Gerando o Script de Instalação do Programa de Instalação do JBoss EAP

Apêndice C. Histórico de Revisão

Histórico de Revisões
Revisão 6.4.0-11Tuesday April 14 2015Lucas Costi
Red Hat JBoss Enterprise Application Platform 6.4.0.GA

Nota Legal

Copyright © 2015 Red Hat, Inc..
This document is licensed by Red Hat under the Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 Unported License. If you distribute this document, or a modified version of it, you must provide attribution to Red Hat, Inc. and provide a link to the original. If the document is modified, all Red Hat trademarks must be removed.
Red Hat, as the licensor of this document, waives the right to enforce, and agrees not to assert, Section 4d of CC-BY-SA to the fullest extent permitted by applicable law.
Red Hat, Red Hat Enterprise Linux, the Shadowman logo, JBoss, OpenShift, Fedora, the Infinity logo, and RHCE are trademarks of Red Hat, Inc., registered in the United States and other countries.
Linux® is the registered trademark of Linus Torvalds in the United States and other countries.
Java® is a registered trademark of Oracle and/or its affiliates.
XFS® is a trademark of Silicon Graphics International Corp. or its subsidiaries in the United States and/or other countries.
MySQL® is a registered trademark of MySQL AB in the United States, the European Union and other countries.
Node.js® is an official trademark of Joyent. Red Hat Software Collections is not formally related to or endorsed by the official Joyent Node.js open source or commercial project.
The OpenStack® Word Mark and OpenStack logo are either registered trademarks/service marks or trademarks/service marks of the OpenStack Foundation, in the United States and other countries and are used with the OpenStack Foundation's permission. We are not affiliated with, endorsed or sponsored by the OpenStack Foundation, or the OpenStack community.
All other trademarks are the property of their respective owners.