18.2. O Arquivo de Configuração do z/VM.

Isto se aplica somente se instalar sob o z/VM. Sob o z/VM, você pode usar um arquivo de configuração em um disco formatado de CMS. O propósito do arquivo de configuração CMS é economizar espaço no arquivo de parâmetro, movendo os parâmetros que configuram a rede inicial, o DASD, e a especificação do FCP fora do arquivo do parâmetro (consulte o Seção 18.3, “Parâmetros de Rede de Instalação”).
Cada linha do arquivo de configuração do CMS contém uma variante única e seu valor associado, no seguinte sintaxe de estilo de shell: variable=value .
Você também deve adicionar os parâmetros CMSDASD e CMSCONFFILE para o arquivo de parâmetro. Estes parâmetros apontam o programa de instalação ao arquivo de configuração:
CMSDASD=cmsdasd_address
Onde endereço_cmsdasd representa o número de dispositivo de um disco formatado CMS que contém o arquivo de configuração. Este geralmente é o disco A do usuário do CMS.
Por exemplo: CMSDASD=191
CMSCONFFILE=configuration_file
Onde arquivo_configuração representa o nome do arquivo de configuração. Este valor deve ser especificado em letras minúsculas. É especificado em um formato de nome de arquivo Linux: CMS_file_name.CMS_file_type.
O arquivo CMS REDHAT CONF é especificado como redhat.conf. O nome do arquivo CMS e o tipo de arquivo pode conter entre um e oito caractgeres que seguem as convenções do CMS.
Por exemplo: CMSCONFFILE=redhat.conf