Capítulo 7. A Instalação de Troubleshooting em Sistema AMD64 e Intel 64

Esse capítulo aborda alguns problemas comuns na instalação e suas soluções.
Para propósitos de depuração, o Anaconda registra ações de instalação em arquivos no diretório /tmp. Estes arquivos se encontram listados da seguinte tabela:

Tabela 7.1. Arquivos de Log Gerados Durante a Instalação

Arquivo do LogConteúdo
/tmp/anaconda.logmensagens gerais do Anaconda
/tmp/program.logtodos os programas externos executados durante a instalação
/tmp/storage.loginformações de módulo de armazenamento extensivo
/tmp/packaging.logmensagens de instalação dos pacotes yum e rpm
/tmp/syslogmensagens de sistema relacionados ao hardware
Se a instalação falhar, as mensagens destes arquivos serão consolidadas no/tmp/anaconda-tb-identifier, onde identifier é uma cadeia aleatória.
Todos os arquivos listados acima se encontram no disco RAM do programa de instalação, o que siginifica que não são salvos permanentemente e serão perdidos depois que o sistema for fechado. Para armazená-los de forma permanente, copie estes arquivos para outros sistema na rede usando o scp no sistema executando o instalador, ou copie-os para um dispositivo de armazenamento montado (como um flash drive de USB). Detalhes sobre como transferir os arquivos log estão abaixo. Note que se você utilizar um USB flash Drive ou outra mídia removível, você precisa ter certeza de fazer um backup de qualquer dado nele antes de iniciar o procedimento.

Procedimento 7.1. Transferir os Arquivos Log para um Drive USB

  1. No sistema que você está instalando, pressione Ctrl+Alt+F2 para acessar uma solicitação de shell. Você será autenticado em uma conta root e terá acesso ao sistema de arquivo temporário do programa de instalação.
  2. Conecte uma unidade flash USB no sistema e execute o comando dmesg. Será exibido um log detalhando todos os eventos recentes. Na parte inferior deste log, você verá um conjunto de mensagens causados pelo flash drive USB que você acabou de conectar. Será algo como um conjunto de linhas semelhantes ao seguinte:
    [ 170.171135] sd 5:0:0:0: [sdb] Attached SCSI removable disk
    Note o nome do dispositivo conectado, no exemplo acima é sdb.
  3. Vá para o diretório /mnt e uma vez lá, crie um novo diretório que servirá como o alvo de montagem para a unidade USB. O nome do diretório não importa; este exemplo usa o nome usb .
    # mkdir usb
  4. Monte a unidade flash USB para o diretório recém criado. Note que na maioria dos casos, você não deseja montar toda a unidade, mas uma partição nele. Portanto, não use o nome sdb , use o nome da partição que você deseja gravar os arquivos de log. Neste exemplo, o nome sdb1 é utilizado.
    # mount /dev/sdb1 /mnt/usb
    Agora você pode verificar se você montou a partição e dispositivo corretos, acessando-o e listando seu conteúdo - a lista deve corresponder ao que você espera estar na unidade.
    # cd /mnt/usb
    # ls
  5. Copie os arquivos de log para o dispositivo montado.
    # cp /tmp/*log /mnt/usb
  6. Desmonte a unidade flash USB. Se você receber uma mensagem de erro dizendo que o alvo está ocupado, mude seu diretório de trabalho para fora da montagem (por exemplo, /).
    # umount /mnt/usb
Os arquivos log da instalação estão agora salvos no flash drive USB.

Procedimento 7.2. Transferindo os Arquivos de Log Sobre a Rede

  1. No sistema que você está instalando, pressione Ctrl+Alt+F2 para acessar uma solicitação de shell. Você será autenticado em uma conta root e terá acesso ao sistema de arquivo temporário do programa de instalação.
  2. Mude para o diretório /tmp onde os arquivos de log estão localizados:
    # cd /tmp
  3. Copie os arquivos de log para outro sistema na rede utilizando o comando scp:
    # scp *log user@address:path
    Substitua o user por um nome de usuário válido no sistema de alvo, address por um endereço do sistema ou nome de host, e path por um caminho para o diretório onde você deseja salvar os arquivos de log. Por exemplo, se você deseja autenticar como john em um sistema com um endereço IP de 192.168.0.122 e colocar os arquivos de log no diretório /home/john/logs/ neste sistema, o comando terá a seguinte forma:
    # scp *log john@192.168.0.122:/home/john/logs/
    Ao conectar o sistema de alvo pela primeira vez, você pode encontrar uma mensagem parecida com esta a seguir:
    The authenticity of host '192.168.0.122 (192.168.0.122)' can't be established.
    ECDSA key fingerprint is a4:60:76:eb:b2:d0:aa:23:af:3d:59:5c:de:bb:c4:42.
    Are you sure you want to continue connecting (yes/no)?
    Digite yes e pressione Enter para continuar. Depois forneça uma senha válida ao ser solicitado. Os arquivos começarão a transferência para o diretório especificado no sistema alvo.
Os arquivos de log a partir da instalação são agora salvos de forma permanente no sistema alvo e disponivel para revisão.

7.1. Problemas no Início da Instalação

7.1.1. Problemas ao Inicializar a Instalação Gráfica

Sistemas com algumas placas de vídeo apresentam problemas ao iniciar o programa de instalação gráfico. Se o programa de instalação não roda usando sua configuração padrão, tenta rodar num modo de resolução mais baixo. Se isso também falhar, o programa de instalação tenta rodar no modo texto.
Existem diversas soluções possíveis para exibir problemas, a maioria deles involve especificar opções de inicialização de padronização. Para mais informações veja Seção 20.1, “Configurando o Sistema de Instalação no Menu de Inicialização”.
Use o modo gráfico básico
Você pode tentar realizar a instalação utilizando o driver de gráficos básicos, Para fazer isto, selecione o Troubleshooting > Instalar Red Hat Enterprise Linux 7.0 no modo de gráficos básico no menu de inicialização, ou edite as opções de inicialização do programa e adicione inst.xdriver=vesa ao final da linha de comando.
Especifique a resolução de exibição manualmente
Se o programa de instalação falhar na detecção de sua resolução de tela, você poderá sobrescrever a detecção automática e especificá-lo manualmente. Para fazer isto, adicione a opção inst.resolution=x no menu de inicialização, onde x é a resolução da exibição (por exemplo 1024x768).
Use um driver de vídeo alternado
Você também pode tentar especificar um driver de vídeo personalizado, substituindo a detecção automática do programa de instalação. Para especificar um driver, use a opção inst.xdriver=x, onde x é o driver do dispositivo que você deseja utilizar (por exemplo, nouveau).

Nota

Se especificar um driver de vídeo personalizado resolve o seu problema, você deve relatar isso como um bug em https://bugzilla.redhat.com sob um componente Anaconda. Anaconda deve ser capaz de detectar seu hardware automaticamente e usar o driver apropriado, sem a sua intervenção.
Realizar a instalação usando o VNC
Se as opções acima falharem, você pode usar um sistema separado para acessar a instalação gráfica através da rede, usando o protocolo do Virtual Network Computing (VNC). Para mais detalhes sobre a instalação usando o VNC, consulte Capítulo 22, Instalação com um VNC..

7.1.2. Console em série não detectado

Em alguns casos, a tentativa de instalar em modo texto usando um console serial resultará em uma saída no console. Isso acontece em sistemas que têm uma placa de vídeo, mas nenhum monitor ligado. Se Anaconda detectar uma placa de vídeo, ele tentará usá-la para uma exposição, mesmo que nenhum monitor esteja conectado.
Se você quiser executar uma instalação baseada em texto em um console serial, utilize as opções de inicialização do inst.text console=. Veja Capítulo 20, Opções de Inicialização para mais detalhes.