3.8. Planejamento de Energia

O Red Hat Enterprise Linux 6 suporta os recursos do planejamento de energia encontrado em hardwares recentes, tal como as tecnologias HP Dynamic Power Capping (DPC), e Intel Node Manager (NM). O Planejamento de Energia permite que os administradores limitem o consumo de energia por servidores, mas ele também permite que os gerentes planejem centros de dados de forma mais eficiente, pois o risco de sobrecarga no fornecimento de energia é muito diminuido. Os gerenciadores podem colocar mais servidores dentro de um local físico e ter certeza de que se o consumo de energia do servidor aumentar, a demanda de energia durante a carga pesada não excederá a energia disponível.
HP Dynamic Power Capping

O Dynamic Power Capping é um recurso disponível ao selecionar os servidores ProLiant e BladeSystem que permitem que os administradores de sistema planejem o consumo de energia de um servidor ou um grupo de servidores. O 'cap' ou planejamento, é um limite definitivo que o servidor não irá exceder, não importando sua carga de trabalho atual. Neste ponto, um processador de gerenciamento ajusta a CPU P-states e controle de fluxo do relógio para limitar a energia consumida.

Dynamic Power Capping (Planejamento de Energia Dinâmico) modifica o comportamento da CPU independentemente do sistema operacional, no entanto, o firmware do integrated Lights-Out 2 (iLO2) da HP, permite que os sistemas operacionais acessem o processador de gerenciamento e portanto aplicativos no espaço do usuário podem pesquisar o processador de gerenciamento. O kernel usado em Red Hat Enterprise Linux 6 inclui um driver para HP iLO e iLO2 firmware, o qual permite programas pesquisarem os processadores de gerenciamento em /dev/hpilo/dXccbN. O kernel também inclui uma extensão da interface hwmon sysfs para suportar o planejamento de energia, e um driver hwmon para medidores de energia ACPI 4.0 que usam a interface sysfs. Juntos estes recursos permitem que o sistema operacional e ferramentas de espaço de usuário leiam o valor configurado para o plano de energia, junto como o uso de energia atual do sistema.
Para maiores detalhes sobre o HP Dynamic Power Capping, consulte HP Power Capping and HP Dynamic Power Capping for ProLiant Servers, disponível em http://h20000.www2.hp.com/bc/docs/support/SupportManual/c01549455/c01549455.pdf
Gerenciador de Nó Intel

O Gerenciador de Nó impõe um plano de energia em sistemas, usando o processador P-states e T-states para limitar o desempenho da CPU e portanto o consumo de energia. Ao ajustar a política de gerenciamento de energia, os adminstradores podem configurar os sistemas para consumir menos energia nas vezes que as cargas de sistema forem baixas, por exemplo, a noite ou aos finais de semana.

O gerenciador de Nó da Intel ajusta o desempenho da CPU usando o Operating System-directed configuration and Power Management (OSPM) através do Advanced Configuration and Power Interface padrão. Quando o Gerenciador de Nó da Intel notificar o driver OSPM das mudanças para T-states, o driver faz mudanças correspondentes para o processador P-states. Da mesma forma, quando o Gerenciador de Nó da Intel notifica o driver do OSPM de mudanças para o P-states, o driver muda o T-states. Estas mudanças acontecem automaticamente e não requerem inserção futura de sistema operacional. Os administradores configuram e monitoram o Gerenciador de Nó da Intel com o software Intel Data Center Manager (DCM).
Para maiores detalhes sobre o Gerenciador de Nó da Intel, consulte o Node Manager — A Dynamic Approach To Managing Power In The Data Center, disponível em http://communities.intel.com/docs/DOC-4766