Capítulo 2. Recursos de Desempenho do Red Hat Enterprise Linux 6

2.1. Suporte de 64-bit

Red Hat Enterprise Linux 6 suporta processadores de 64 bits; estes processadores podem utilizar teoreticamente até 16 exabytes de memória. Como a Disponiblidade Geral (GA - General Availability), o Red Hat Enterprise Linux 6 é testado e certificado para suportar até 8TB de memória física.
O tamanho da memória suportada pelo Red Hat Enterprise Linux 6 deve crescer durante diversas atualizações menores, como a Red Hat continua a apresentar e aprimorar mais recursos que habilitam o uso de blocos de memória grandes. Exemplos de tais melhorias (desde o Red Hat Enterprise Linux 6 GA) são:
  • Huge pages e transparent huge pages
  • Melhorias de Acesso de Memória Não Uniforme
Estas melhorias são descritas em mais detalhes nas seções que se seguem.
Huge pages e transparent huge pages

A implementação do huge pages no Red Hat Enterprise Linux 6 permite que o sistema gerencie o uso de memória de forma eficiente em diferentes cargas de trabalho de memória. Huge pages usa de forma dinâmica as páginas de 2 MB comparado ao tamanho de página padrão de 4 KB, permitindo aplicativos escalar bem a partir do processamento de gigabytes e até terabytes de memória.

As páginas enormes (huge pages) são difíceis de criar, gerenciar e utilizar manualmente. Para resolver este problema o Red Hat Enterprise 6 também apresenta o uso do transparent huge pages (THP). O THP gerencia automaticamente muitas das complexidades envolvidas no uso das páginas enormes.
Para mais informações sobre huge pages e THP, consulte o Seção 5.2, “Huge Pages e Transparent Huge Pages”.
Melhorias do NUMA

Muitos dos novos sistemas suportam agora Non-Uniform Memory Access (NUMA). NUMA simplifica o desenho e criação de hardware para sistemas de grande porte, no entanto, ele também adiciona uma camada de complexidade para o desenvolvimento de aplicativos. Por exemplo, NUMA implementa a memória local e remota, onde a memória remota pode levar muito mais tempo para acessar a memória local. Este recurso (entre outros) possuem muitas implicações de desempenho que os sistemas operacionais de impacto, aplicativos e configurações do sistema devem ser implantados.

Red Hat Enterprise Linux 6 é melhor otimizado para uso do NUMA, graças a vários recursos adicionais que ajudam a gerenciar usuários e aplicações em sistemas NUMA. Esses recursos incluem a afinidade da CPU, fixação de CPU (cpusets), numactl e grupos de controle, que permitem que um processo (afinidade) ou aplicação (fixação) para "conectar" a uma CPU específica ou conjunto de processadores.
Para mais informações sobre o suporte do NUMA no Red Hat Enterprise Linux 6, consulte o Seção 4.1.1, “CPU e a Topologia NUMA ”.