Red Hat Training

A Red Hat training course is available for Red Hat Enterprise Linux

F.4. Níveis de Execução SysV Init

O sistema nível de execução SysV init oferece um processo padrão para controlar quais programas o init lança ou suspende ao inicializar um nível de execução. O SysV init foi escolhido porque é mais fácil de usar e mais flexível do que processos init do tipo BSD mais tradicionais.
Os arquivos de configuração para o SysV init estão localizados no diretório /etc/rc.d/. Neste diretório, encontram-se os scripts rc, rc.local, rc.sysinit, e, opcionalmente, rc.serial, bem como os seguintes diretórios:
init.d/ rc0.d/ rc1.d/ rc2.d/ rc3.d/ rc4.d/ rc5.d/ rc6.d/
O diretório init.d/ contém scripts usados pelo comando /sbin/init quando controla serviços. Cada diretório numerado representa os 6 níveis de runlevels configurados pelo padrão sob o Red Hat Enterprise Linux.

F.4.1. Níveis de Execução

A idéia por trás dos níveis de execução SysV Init gira em torno da idéia que sistemas diferentes podem ser usados de formas diferentes. Por exemplo, um servidor roda mais eficientemente sem precisar lidar com a deterioração nos recursos disponíveis do sistema causada pelo Sistema X Window. Ou podem haver situações quando um administrador de sistemas pode precisar operar o sistema em um nível de execução mais baixo para executar tarefas de diagnóstico, como consertar a corrupção de disco no nível de execução 1.
As características de um determinado nível de execução determinam quais serviços são suspensos e iniciados pelo comando init. Por exemplo, nível de execução 1 (modo mono-usuário) suspende quaisquer serviços de rede, enquanto o nível de execução 3 inicia estes serviços. Ao determinar que certos serviços devem ser iniciados ou suspensos em determinados níveis de execução, o init pode rapidamente alterar o modo da máquina sem que o usuário precise iniciar ou parar serviços.
Os seguintes níveis de execução são definidos por padrão sob o Red Hat Enterprise Linux
  • 0 — Halt (Suspender)
  • 1 — Modo texto mono-usuário
  • 2 — Não utilizado (definível pelo usuário)
  • 3 — Modo texto pleno multi-usuário
  • 4 — Não utilizado (definível pelo usuário)
  • 5 — Modo gráfico pleno multi-usuário (com uma tela de autenticação baseada no X)
  • 6 — Reboot (Reinicializar)
Em geral, os usuários operam o Red Hat Enterprise Linux no runlevel 3 ou runlevel 5 — ambos modos de usuário múltioço completo. Os usuários as vezes padronizam o runlevel 2 e 4 para atender às necessidades, uma vez que não sejam usados.
O runlevel padrão para o sistema é listado em /etc/inittab. Para descobrir o runlevel padrão para um sistema, procure pela linha semelhante aquela perto do final do /etc/inittab:
id:5:initdefault:
O nível de execução padrão listado neste exemplo é cinco, conforme indicado pelo número após o primeiro dois pontos. Para alterá-lo, edite o /etc/inittab como root.

Atenção

Tenha muito cuidado ao editar /etc/inittab. Simples error tipográficos podem fazer com que o sistema não possa mais ser inicializado. Se isto acontecer, use um CD ou DVD de inicialização, entre em modo mono-usuário, ou entre em modo de resgate para inicializar o computador e reparar o arquivo.
Para maiores informações sobre opções do kernel, consulte o Capítulo 36, Recuperação Básica do Sistema.
É possível alterar o nível de execução padrão durante a inicialização modificando os argumentos passados pelo carregador de inicialização para o kernel. Para informações sobre como alterar o nível de execução durante a inicialização, consulte a Seção E.8, “Alterando Níveis de Execução Durante a Inicialização”.