Capítulo 2. Dispositivos do Multipath

Sem o DM-Multipath, cada caminho de um nó de servidor para um controlador de armazenamento, é tratado pelo sistema como um dispositivo separado, até quando o caminho de E/S conecta o mesmo nó de servidor ao controlador de armazenamento. O DM-Multipath fornece uma forma lógica de organizar os caminhos de E/S, criando um dispositivo de multipath único acima dos dispositivos subjacentes.

2.1. Identificadores do Dispositivo do Multipath

Cada dispositivo do multipath possui um Identificador Mundial (WWID - World Wide Identifier) único globalmente e não pode ser modificado. Por padrão, o nome de um dispositivo do multipath é configurado para seu WWID. Alternativamente, você pode configurar a opção user_friendly_names no arquivo de configuração do multipath, o qual estabelece o aliás para um nome único de nó da forma mpathn.
Por exemplo, um nó com dois HBAs anexados à um controlador de armazenamento com duas portas através de uma opção FC não demarcada, vê quatro dispositivos: /dev/sda, /dev/sdb, dev/sdc, e /dev/sdd. O DM-Multipath cria um único dispositivo com um único WWID que re-roteia a E/S para estes quatro dispositivos subjacentes, de acordo com a configuração do multipath. Quando a opção de configuração do user_friendly_names for ajustada para yes, o nome do dispositivo do multipath será ajustado para mpathn.
Quando novos dispositivos são controlados pelo DM-Multipath, eles podem ser vistos em dois lugares diferentes no diretório/dev: /dev/mapper/mpathn e /dev/dm-n.
  • Os dispositivos em /dev/mapper são criados logo no início no processo de inicialização. Use estes dispositivos para acessar os dispositivos em multipath, por exemplo ao criar os volumes lógicos.
  • Quaisquer dispositivos da forma /dev/dm-n são somente para uso interno e nunca devem ser usados.
Para informações sobre padrão de configuração do multipath, incluindo a opção de configuração do user_friendly_names veja Seção 4.3, “Padrões do Arquivo de Configuração”.
Você também pode ajustar o nome de um dispositivo do multipath para um nome de sua escolha, usando a opção de alias na seção multipaths do arquivo de configuração do multipath. Para obter informações sobre a seção multipaths do arquivo de configuração do multipath, veja Seção 4.4, “Funções de Configuração do Dispositivo dos Multipaths”