5.2. Movendo Sistemas de Arquivos root de um Dispositivo de Caminho único para um Dispositivo Multipath

Se você tiver instalado seu sistema em um dispositivo de caminho único e depois adicionar um outro caminho para o sistema de arquivo root, você precisará mover seu sistema de arquivo root para um dispositivo multipath. Esta seção documenta o procedimento para mover de um dispositivo de caminho único para um multipath.
Depois de se certificar que você tem instalado o pacote device-mapper-multipath , realize o seguinte procedimento:
  1. Execute o seguinte comando para criar o arquivo de configuração /etc/multipath.conf, carregue o módulo multipath e defina o chkconfig para o multipathd para on:
    # mpathconf --enable
    Para mais informações sobre o uso do comando mpathconf, defina o multipath, veja a Seção 3.1, “Instalando o DM-Multipath”.
  2. Edite as seções blacklist e blacklist_exceptions do arquivo /etc/multipath.conf, conforme descrito na Seção 4.2, “Lista dos Não Autorizados do Arquivo de Configuração”.
  3. Para confirmar que seu arquivo de configuração está definido corretamente, você pode executar o comando /sbin/multipath com a opção -v3 para checar se o daemon multipath tentou criar um dispositivo multipath em seu dispositivo root. O comando falhará desde que o dispositivo root está em uso mas o resultado do comando deveria exibir o dipositivo root na lista de caminhos.
    Você deve olhar no resultado do comando por uma linha com o seguinte formato:
    WWID  H:B:T:L devname MAJOR:MINOR
    Por exemplo, se seu sistema de arquivo root estiver configurado no sda ou uma de suas partições, você deve ver uma linha no resultado conforme a seguir:
    ===== paths list =====
    ...
    1ATA     WDC WD800JD-75MSA3                           WD-WMAM9F 1:0:0:0 sda 8:0
    ...
    
    Mais tarde, no resultado, você deve notar o dispositivo root atribuído ao dispositivo do multipath:
    time | devname: ownership set to mpathdev
    
    Por exemplo, o resultado deve aparecer assim:
    Jun 14 06:48:21 | sda: ownership set to mpatha
    
    Você também pode notar um indicativo de que o comando falhou ao criar o dispositivo multipath com uma linha do seguinte formato:
    time | mpathdev: domap (0) failure for create/reload map
    
    No exemplo acima, você veria a seguinte linha no resultado do comando:
    Jun 14 06:48:21 | mpatha: domap (0) failure for create/reload map
    
  4. Para reconstruir o sistema de arquivo initramfs com o multipath, execute o comando dracut com as seguintes opções:
    # dracut --force --add multipath --include /etc/multipath /etc/multipath
  5. Se seu dispositivo root não é um volume LVM e está montado pelo nome de dispositivo, você pode precisar editar o arquivo fstab para alternar para o nome de dispositivo multipath apropriado. Se seu dispositivo root é um dispositivo LVM ou está montado pelo UUID ou outra maneira, este passo não é necessário.
    1. Use o procedimento descrito no Passo 3 da execução do comando /sbin/multipath com o -v3 para determinar o WWID do dispositivo root.
    2. Configure o aliás para o dispositivo root no arquivo /etc/multipath.conf:
      multipaths {
          multipath {
              wwid WWID_of_root_device
              alias rootdev
          }
      }
      
    3. Edite o /etc/fstab e troque o caminho do dispositivo antigo para o dispositivo root com o dispositivo multipath.
      Por exemplo, se você tivesse a seguinte entrada no arquivo /etc/fstab:
      /dev/sda1 /                       ext4    defaults        1 1
      
      Você deveria mudar a entrada para o seguinte:
      /dev/mapper/rootdev /             ext4    defaults        1 1
      
    Caso precise editar o arquivo /etc/fstab você também precisará editar o arquivo /etc/grub/grub.conf e mudar o parâmetro root de root=/dev/sda1 para root=/dev/mapper/rootdev.
    O exemplo a seguir mostra como a entrada deste arquivo grub.conf se pareceria antes de editado.
    title Red Hat Enterprise Linux FoundationServer (2.6.32-71.24.1.el6.x86_64)
            root (hd0,0)
            kernel /vmlinuz-2.6.32-71.24.1.el6.x86_64 ro root=/dev/sda1 rd_NO_LUKS
    rd_NO_MD rd_NO_DM LANG=en_US.UTF-8 SYSFONT=latarcyrheb-sun16 KEYTABLE=us
    console=ttyS0,115200n8 crashkernel=auto
            initrd /initramfs-2.6.32-71.24.1.el6.x86_64.img
    
    O exemplo a seguir mostra como a entrada do arquivo grub.conf se pareceria antes de editado.
    title Red Hat Enterprise Linux FoundationServer (2.6.32-71.24.1.el6.x86_64)
            root (hd0,0)
            kernel /vmlinuz-2.6.32-71.24.1.el6.x86_64 ro root=/dev/mapper/rootdev
    rd_NO_LUKS rd_NO_MD rd_NO_DM LANG=en_US.UTF-8 SYSFONT=latarcyrheb-sun16
    KEYTABLE=us console=ttyS0,115200n8 crashkernel=auto
            initrd /initramfs-2.6.32-71.24.1.el6.x86_64.img
    
  6. Desligue a máquina.
  7. Configure o switch FC para que os outros caminhos são visíveis à máquina.
  8. Reinicialize a máquina.
  9. Verifique se o sistema de arquivo root ('/') está em um dispositivo multipath.