Red Hat Training

A Red Hat training course is available for Red Hat Enterprise Linux

Capítulo 5. Compilador e Ferramentas

dmidecode agora fornece suporte ao SMBIOS

Esta atualização adiciona o suporte para SMBIOS 3.9.9 ao utilitário dmidecode . Agora, dmidecode pode funcionar com estruturas de 64 bits segundo a especificação do SMBIOS 3.0.0.

mcelog fornece suporte agora a processadores Intel adicionais

O utilitário mcelog fornece suporte agora aos processadores Intel Core 6th Generation, à família de processadores Intel Xeon E3 v5 e aos atuais processadores Intel Celeron e Intel Pentium. Estes novos processadores comunicam-se com as cpuids 0x4E e 0x5E.
Além disto, mcelog reconhece as cpuids para os atuais processadores Intel Atom (0x26, 0x27, 0x35, 0x36, 0x37, 0x4a, 0x4c, 0x4d, 0x5a e 0x5d), para a família de processadores Intel Xeon E5 v4, E7 v4, assim como para o Intel Xeon D (0x56 e 0x4f).

rebase do python-linux-procfs para a versão 0.4.9

Os pacotes python-linux-procfs receberam upgrade para a versão upstream 0.4.9, a qual fornece vários aprimoramentos e correções de erros em relação à versão anterior.
Em especial:
  • O pacote agora contém uma documentação sobre API instalada no diretório /usr/share/docs/python-linux-procfs.
  • A manipulação dos campos separados por espaço no /proc/PID/flags recebeu aprimoramentos, removendo os erros de análise anteriormente encontrados pelo python-linux-procfs.

rebase do trace-cmd para a versão 2.2.4

Os pacotes trace-cmd receberam upgrade para a versão upstream 2.2.4, a qual fornece vários aprimoramentos e correções de erros em relação à versão anterior.
Em especial:
  • A nova opção -P está disponível para o comando trace-cmd list. Utilize essa opção para listar os arquivos de plug-in carregados pelo caminho.
  • O comando trace-cmd report possui uma nova opção, -t, que pode ser usada para imprimir carimbos de data/hora completos nos relatórios.

tcsh agora fornece suporte a $anyerror e $tcsh_posix_status

O intérprete de linguagem de comandos tcsh agora fornece suporte ao uso das variáveis $anyerror e $tcsh_posix_status, as quais definem o comportamento do tcsh em caso de algum erro de comando em pipeline. Esta atualização deixa a funcionalidade tcsh mais próxima da versão do tcsh do Red Hat Enterprise Linux 7. Observe que essas duas variáveis possuem significados lógicos opostos. Para mais informações, consulte a página manual tcsh(1).

OpenJDK 8 agora fornece suporte a ECC

Com esta atualização, o OpenJDK8 passa a fornecer suporte à ECC (Elliptic Curve Cryptography) e às codificações associadas para conexões TLS. A ECC é, na maioria das vezes, usada em preferência a soluções mais antigas de criptografia para a realização de conexões de rede seguras.
Além disto, a prioridade do pacote java-1.8.0 foi expandida para 7 dígitos.

RC4 está agora desabilitado por padrão no OpenJDK6 e OpenJDK7

Os pacotes mais antigos do OpenJDK permitiam que o algoritimo de criptografia RC4 fosse usado para deixar as conexões seguras, usando o TLS (Transport Layer Security). No entanto, este algoritmo não é mais considerado seguro e foi desativado neste lançamento. Para reter o seu uso, é necessário voltar à configuração mais antiga do jdk.tls.disabledAlgorithms do SSLv3, DH keySize < 768. Isto pode ser feito permanentemente no arquivo <java.home>/jre/lib/security/java.security ou adicionando a seguinte linha
jdk.tls.disabledAlgorithms=SSLv3, DH keySize < 768
a um novo arquivo de texto e passando o local deste arquivo para Java na linha de comando usando o argumento -Djava.security.properties=<path to file>.

rebase do rhino para a versão 1.7R4

Rhino, uma implementação open source do JavaScript baseado em Java, foi rebaseado para a versão 1.7R4. Esta atualização corrige um erro relacionado ao JSON no pacote java-1.7.0-openjdk, o qual utiliza rhino como uma dependência de compilação. Além disto, a página manual anteriormente ausente e os arquivos README e LICENSE foram adicionados.

rebase do pcp para a versão 3.10.9

Vários aprimoramentos foram feitos ao PCP (Performance Co-Pilot). Observe que a maioria dos PMDA (Performance Metric Domain Agents) foi dividida nos seus próprios subrpms, permitindo instalações mais ágeis do PCP.
As adições incluem novas métricas do kernel, como o suporte para o dispositivo NVME Intel, métricas do IPv6, e mapeamentos de contêiner aos contêineres LXC, alguns novos PMDAs (MIC, json, dm, slurm, pipe) e novas ferramentas, incluindo pcp-verify(1), pcp-shping(1), pcp-atopsar(1) e pmrep(1). Uma exportação à ferramenta Zabbix também foi adicionada via zbxpcp(3). A ferramenta pcp-atop foi totalmente reescrita, incluindo um novo conjunto de recursos NFS. O pmwebd (Performance Metrics Web Daemon) do PCP recebeu aprimoramentos, tais como a abertura de diretórios como arquivos para graphite, assim como a adição de suporte aos protocolos pmStore(3) do PCP. sar2pcp(1) também foi atualizado para incluir suporte aos comandos sysstat 11.0.1.

Alterações na Distribuição Open MPI

O Open MPI é uma implementação open source do Message Passing Interface. O pacote compat-openmpi, que fornece versões mais antigas do Open MPI para compabilidade retroativa com lançamentos de manutenção prévios do Red Hat Enterprise Linux 6, foi dividido em vários subpacotes baseados na versão Open MPI.
Os nomes dos subpacotes (e seus respectivos nomes de módulo de ambiente na arquitetura x86_64) são:
  • openmpi-1.4 (openmpi-1.4-x86_64)
  • openmpi-1.4-psm (openmpi-1.4-psm-x86_64)
  • openmpi-1.5.3 (compat-openmpi-x86_64, com alias de openmpi-1.5.3-x86_64)
  • openmpi-1.5.3-psm (compat-openmpi-psm-x86_64, com alias de openmpi-1.5.3-psm-x86_64)
  • openmpi-1.5.4 (openmpi-1.5.4-x86_64)
  • openmpi-1.8 (openmpi-x86_64, com alias de openmpi-1.8-x86_64)
O comando yum install openmpi no Red Hat Enterprise Linux 6.8 instala o pacote openmpi-1.8 para uma compatibilidade máxima com o Red Hat Enterprise Linux 6.7. Uma versão mais recente do Open MPI está disponível no pacote openmpi-1.10.

Omping agora possui suporte completo

O Omping (Open Multicast Ping) é uma ferramenta usada para testar a funcionalidade multicast IP na rede local. Este utilitário permite que os usuários testem a funcionalidade multicast IP e auxilia a diagnosticar se um problema está na configuração da rede ou se há um erro. No Red Hat Enterprise Linux 6, o Omping era fornecido anteriormente como uma visualização técnica e agora possui suporte completo.

rebase do elfutils para a versão 0.164

O utilitário eu-addr2line introduz os seguintes aprimoramentos:
  • Os endereços de entrada agora são sempre interpretados como números hexadecimais, nunca como números octais ou decimais.
  • Uma nova opção, -a, --addresses, para imprimir o endereço antes de cada entrada.
  • Uma nova opção, -C, --demangle, para decodificar nomes de símbolos de baixo nível em nomes de nível do usuário.
  • Uma nova opção, --pretty-print, para imprimir todas as informações em uma linha.
O utilitário eu-strip agora é capaz de:
  • Manipular arquivos EFL com as tabelas strtab e shstrtab mescladas.
  • Manipular os sinalizadores ausentes da seção SHF_INFO_LINK.
A biblioteca libdw introduz melhorias nas seguintes funções:
  • dwfl_standard_find_debuginfo agora pesquisa qualquer subdiretório do caminho binário sob o root debuginfo quando o arquivo de depuração separado não pode ser localizado pela ID de compilação.
  • dwfl_linux_proc_attach agora pode ser chamado antes que qualquer Dwfl_Modules tenha sido reportado.
  • dwarf_peel_type agora também manipula DW_TAG_atomic_type.
Várias novas constantes DWARF5 preliminares agora são reconhecidas, como DW_TAG_atomic_type, DW_LANG_Fortran03, DW_LANG_Fortran08e DW_LANG_Haskell. Além disto, um novo arquivo de cabeçalho, elfutils/known-dwarf.h, passa a ser instalado pelo pacote devel.

glibc agora fornece suporte a BIG5-HKSCS-2008

Anteriormente, glibc fornecia suporte a uma versão mais antiga do Hong Kong Supplementary Character Set, BIG5-HKSCS-2004. O mapa do conjunto de caracteres BIG5-HKSCS-2004 foi atualizado para a revisão HKSCS-2008 do padrão. Isto permite que os clientes Red Hat Enterprise Linux escrevam aplicativos processando textos codificados com esta versão do padrão.

rebase do ppc64-diag para a versão 2.7.0

Os pacotes ppc64-diag receberam upgrade para a versão upstream 2.7.0, a qual fornece vários aprimoramentos e correções de erros em relação à versão anterior. Em especial:
  • Correção de diversas questões relacionadas à segurança, como vazamento de memória, estouro de buffer e a substituição da função popen() pelas chamadas execv()
  • Adição de suporte ao diagnóstico para o 5887 disk drive enclosure
  • Adição de suporte à conexão automática de PHB (Ponte PCI Host) para máquinas virtuais PowerKVM

rpms instalados legíveis por humanos

O formato da lista sosreport installed-rpms foi simplificado para permitir uma excelente legibilidade por humanos.

OProfile fornece suporte agora aos Processadores Intel Core 6th Generation

Com esta atualização, o OProfile reconhece os Processadores Intel Core 6th Generation e fornece agora eventos de desempenho não arquitetados para os Processadores Intel Core 6th Generation em vez de tornar padrão o pequeno sunconjunto de eventos de desempenho arquitetados.

OProfile foi atualizado para reconhecer a família do produto D-1500 do Processador Intel Xeon

Com esta atualização, a família do produto D-1500 do Processador Intel Xeon passa a receber suporte e os eventos específicos ao processador para esta família de produto ficam disponíveis agora.
Observe que alguns eventos, como LLC_REFS e LLC_MISSES, podem não contar corretamente. Consulte http://www.intel.com/content/www/us/en/processors/xeon/xeon-d-1500-specification-update.html para uma lista completa dos eventos com desempenho afetado.