Red Hat Training

A Red Hat training course is available for Red Hat Enterprise Linux

Capítulo 22. Virtualização

Suporte limitado a CPUs para as máquinas virtuais com Windows 10

Em um host Red Hat Enterprise 6, as máquinas virtuais com Windows 10 podem ser criadas usando somente os seguintes modelos de CPU:
  • série Intel Xeon E
  • família Intel Xeon E7
  • Intel Xeon v2, v3 e v4
  • Opteron G2, G3, G4, G5 e G6
Para usar máquinas virtuais com Windows 10 nos processadores Legacy Intel Core 2 (também conhecidos como Penryn) ou na família de processadores Intel Xeon 55xx e 75xx (também conhecida como Nehalem), adicione o seguinte sinalizador ao arquivo XML de domínio, seja com Penryn ou Nehalem, como MODELNAME:
<cpu mode='custom' match='exact'>
<model>MODELNAME</model>
<feature name='fsgsbase' policy='require'/>
</cpu>
As máquinas virtuais com Windows 10 criadas em outros modelos de CPU sem suporte provavelmente serão encerradas de maneira inesperada com um erro de interrupção também conhecido como BSOD (blue screen of death).

Redimensionamento dos arquivos VHDX pode tomar bastante tempo

Quando um sistema de arquivo ext3 está sendo usado na máquina virtual, o redimensionamento de dispositivos de VHDXs (discos rígidos virtuais) do Microsoft Hyper-V muito grandes pode fazer com que, em alguns casos, o arquivo VHDX cresça a um tamanho excessivo e tome muito mais tempo do que o esperado. Para contornar este problema, utilize os sistemas de arquivo ext4 ou xfs ou defina os seguintes parâmetros personalizados durante a criação dos arquivos VHDX:
  • VHDX BlockSize = 1MB
  • flex_bg=4096
Esses parâmetros garantem que os arquivos VHDX solicitem o espaço de disco esperado, o que, por sua vez, deixa as operações do sistema de arquivos bem mais rápidas.

Multifunção não funciona adequadamente durante a conexão automática de dispositivos virtuais PCI

A conexão automática de uma nova função em um dispositivo virtual PCI que tem a opção de multifunção habilitada não provoca adequadamente a inicialização do dispositivo PCI. Como consequência disto, a máquina virtual não reconhece a função de conexão automática e, assim, não pode utilizá-la. Para contornar este problema, inicialize uma nova verificação da Ponte PCI Host na máquina virtual, usando, por exemplo, o comando a seguir:
# echo 1 > /sys/bus/pci/devices/0000\:00\:00.0/rescan
No exemplo citado acima, substitua 0000\:00\:00.0 pela combinação bus:device:function correta do dispositivo da nova verificação que você deseja desencadear.
Isto força os drivers de dispositivos da máquina virtual a configurar os dispositivos com recente conexão automática para uso, deixando, assim, a recente função de conexão automática usável no cenário descrito.

Máquinas virtuais Windows de reinicialização suave não podem detectar alguns de seus dispositivos inicializáveis

Em algumas circunstâncias, a reinicialização suave de uma máquina virtual Windows (usando, por exemplo, as teclas Ctrl+Alt+Del) faz com que ela não detecte alguns de seus dispositivos inicializáveis. Para contornar este problema, desempenhe uma reinicialização forçada da máquina virtual - clicando no botão Desligar, por exemplo, na interface do virt-manager, ou usando o comando system_reset no console do monitor QEMU.

O uso de qemu-img para modificar uma imagem que esteja em uso pode corrompê-la

A abertura de uma imagem de disco do QEMU através de múltiplos processos ao mesmo tempo, como ao tentar tirar um snapshot de uma imagem do QEMU, enquanto a máquina virtual está em execução, pode corromper a imagem, em alguns casos. Para evitar este problema, nunca use o utilitário qemu-img para modificar imagens em uso por uma máquina virtual em execução ou quaisquer outros processos. Além disto, tenha em mente que a consulta de uma imagem que esteja sendo modificada por outro processo pode encontrar problemas de estado inconsistentes. Esta atualização também adiciona esta advertência à página manual qemu-img(1).

Arquivos VFD no virtio-win não contêm drivers para o Windows 10

Devido às limitações no tamanho dos arquivos do disquete, os arquivos VFD (disquete virtual) nos pacotes virtio-win não contêm uma pasta do Windows 10. Se o usuário precisar instalar drivers para o Windows 10 de um VFD, ele pode utilizar os drivers para o Windows 8 ou Windows 8.1. Caso contrário, os drivers para o Windows 10 podem ser instalados do arquivo ISO no diretório /usr/share/virtio-win/.