Capítulo 10. Armazenamento

regras do udev suporta pontos de montagens adicionais e opções de montagem permitidas

Pontos de montagem adicionais e uma lista de opções de montagens permitidas podem agora ser especificados com as regras udev . O administrador do sistema pode escrever uma regra personalizada para impor ou limitar opções de montagem para um conjunto específico de dispositivos. Por exemplo, drives USB podem ser limitados a sempre serem montados como somente leitura.

udisks suporta opção global noexec

A ferramenta udisks agora aceita a opção global noexec a ser forçada em todo os pontos de montagem sem privilégios. Nos sistemas de desktop, a opção noexec pode proteger usuários de executarem certas aplicações por engano

O arquivo de configuração multi-padrão inclui agora uma configuração embutida para matrizes de armazenamento Dell MD36xxf.

Anteriormente, as configurações padrão para as matrizes de armazenamento Dell MD36xxf não eram incluídas na seção dispositivos do arquivo de configuração multi-padrão, o que afetava o desempenho para estas matrizes. Essas configurações agora são incluídas neste arquivo de configuração.

Nova opção config_dir no arquivo multipath.conf

Os usuários não podiam dividir sua configuração entre /etc/multipath.conf e outros arquivos de configuração. Isso impedia que os usuários de instalassem um arquivo de configuração principal para todas as suas máquinas e mantivesse informações de configuração específicas de computador em arquivos de configuração separados para cada máquina.
Para resolver isso, uma nova opção config_dir foi adicionada ao arquivo multipath.config. Os usuários devem alterar a opção config_dir para uma faixa vazia ou um nome de caminho de diretório totalmente qualificado. Quando definido para qualquer outra coisa ao invés de uma faixa vazia, o multipath irá ler todos os arquivos .conf em ordem alfabética. Ele irá então aplicar as configurações exatamente como se tivessem sido adicionadas ao /etc/multipath.conf. Se esta alteração não é feita,o config_dir fica padrão em /etc/multipath/conf.d.

lvchange -p agora corrige in-kernel permissions no volume lógico

Se um volume lógico é somente leitura e ativo, mas seus metadados afirmam que ele deve ser gravável (uma situação que pode surgir se a configuração de activation/read_only_volume_list é alterada), agora você pode usar o lvchange --permission rw para trazer a cópia ativa em linha com os metadados e torná-lo gravável. A execução de uma lvchange --refresh pode fazer isso também, mas este novo recurso pode ser mais conveniente em algumas circunstâncias. O oposto também é verdadeiro: O lvchange --permission r irá agora atualizar um volume lógico ativo que deve ser só de leitura. Para obter informações sobre o comando lvchange, consulte o lvchange (8) página do manual.

multipathd possui duas opções de configuração novas delay_watch_checks e delay_wait_checks.

Se um caminho não é confiável - ou seja, a conexão cai muito - multipathd ainda tentará continuamente a usar esse caminho. O tempo limite antes do multipathd perceber que o caminho não está mais acessível é de 300 segundos, o que pode dar a aparência de que multipathd estagnou. Para corrigir isso, foram adicionadas duas novas opções de configuração: delay_watch_checks e delay_wait_checks. Defina as delay_watch_checks para quantos ciclos de multipathd precisarem para observar o caminho para depois que seja transferido para online. Caso o caminho cair para menos que o valor atribuído, o multipathd não irá usá-lo. O multipathd vai então contar com a opção delay_wait_checks para informar quantos ciclos consecutivos, ele deve passar até que o caminho se torne válido novamente. Isso evita caminhos não confiáveis de imediato a serem utilizados assim que voltar online.

mdadm atualizado para a versão upstream 3.3.2

A versão 3.3.2 de mdadm fornece um número de reparos de erros assim como recursos como reconstruir automaticamente uma matriz no evento de um volume RAID falho, migrações de nível RAID - tolerância de falha na checagem de pontos, e roaming de drive SAS-SATA. Estes recursos são suportados em formatos de metadados externos e continua o suporte da Red Hat da pilha do Intel RSTe SW .