1.5. Red Hat GFS

Red Hat GFS é um sistema de arquivo de cluster que permite um cluster de nós acessar simultaneamente um disparador de obstáculo do qual é dividido entre os nós. O GFS é um sistema de arquivo nativo que se conecta diretamente por meio da interface com a camada VFS da interface de sistema de arquivo Kernel Linux. O GFS emprega os metadados distribuídos e diários múltiplos para uma operação mais eficiente em um cluster. Para manter a integridade do sistema de arquivo, o GFS usa o gerenciador de bloqueio para coordenar o I/O. Quando um nó altera os dados em um sistema de arquivo GFS, a alteração é imediatamente visível para outros nós de cluster usando esse sistema de arquivo.
Utilizando o Red Hat GFS, você pode atingir o tempo de funcionamento do aplicativo máximo através dos seguintes benefícios:
  • Simplificar a sua infraestrutura de dados
    • Instalar e patch as aplicações de uma única vez para todo o cluster.
    • Eliminar a necessidade de cópias redundantes dos dados de aplicação ( duplicação ).
    • Permitir o acesso ler/escrever coexistente para dados de diversos clientes.
    • Simplificar o backup e recuperação de desastre ( apenas um sistema de arquivo para backup ou recuperação ).
  • Aumentar o uso de recursos de armazenamento; diminuindo os custos de administração do armazenamento.
    • Gerenciar o armazenamento como um todo, ao contrário de apenas por partição.
    • Diminuir, de uma maneira geral, as necessidades do armazenamento eliminando as replicações de dados.
  • Escalar o cluster sem interrupção adicionando servidores ou armazenamento no fly.
    • A partição de armazenamento através de técnicas complicadas não é existente.
    • Adicionar servidores para o cluster num fly, montando-os ao sistema de arquivo comum.
Os nós que executam o Red Hat GFS são configurados e gerenciados com o Red Hat Cluster Suite de configuração e gerenciamento de ferramentas. O gerenciamento de volume é administrado através do CLVM ( Cluster Logical Volume Manager - Gerenciador de Volume Lógico de Cluster ). O Red Hat GFS fornece os dados divididos no meio de nós em um cluster Red Hat. O GFS fornece uma única visão consistente de espaço do nome do sistema de arquivo, através dos nós GFS num Red Hat cluster. O GFS permite os aplicativos instalarem e executarem, sem possuir muito conhecimento da infraestrutura de armazenamento subjacente. Além disso, o GFS fornece características que são tipicamente requeridas em ambientes empresariais, como cotas, jornais múltiplos e suporte de vários caminhos.
O GFS fornece um método versátil de armazenamento de rede de acordo com o desempenho, a escalabilidade, e necessidade econômica de seu ambiente de armazenamento. Este capítulo fornece algumas informações básicas abreviadas de fundo, para melhor entendimento do GFS.
You can deploy GFS in a variety of configurations to suit your needs for performance, scalability, and economy. For superior performance and scalability, you can deploy GFS in a cluster that is connected directly to a SAN. For more economical needs, you can deploy GFS in a cluster that is connected to a LAN with servers that use GNBD (Global Network Block Device) or to iSCSI (Internet Small Computer System Interface) devices. (For more information about GNBD, refer to Seção 1.7, “Dispositivo de Bloqueio da Rede Global”.)
As seguintes seções fornecem exemplos de como o GFS pode ser desdobrado para satisfazer sua necessidade de desempenho, escalabilidade e economia:

Nota

Os exemplos de desenvolvimento do GFS refletem em configurações básicas; suas necessidades talvez solicitem uma combinação de configurações apresentadas nos exemplos.

1.5.1. Desempenho Superior e Escalabilidade

You can obtain the highest shared-file performance when applications access storage directly. The GFS SAN configuration in Figura 1.11, “GFS with a SAN” provides superior file performance for shared files and file systems. Linux applications run directly on cluster nodes using GFS. Without file protocols or storage servers to slow data access, performance is similar to individual Linux servers with directly connected storage; yet, each GFS application node has equal access to all data files. GFS supports over 300 GFS nodes.
GFS with a SAN

Figura 1.11. GFS with a SAN